Quinta-feira, 28 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
10°
Fair

Leandro Mazzini Lula na rua

Compartilhe esta notícia:

O petista diz a aliados que vai “rodar o país” e costurar alianças para as eleições municipais do próximo ano. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Solto por juiz de Curitiba diante a decisão do Supremo Tribunal Federal que derrubou a prisão após condenação em 2ª instância, o ex-presidente Lula da Silva (PT) já traça o roteiro das caravanas interrompidas desde a prisão em abril de 2018. O petista diz a aliados que vai “rodar o país” e costurar alianças para as eleições municipais do próximo ano. Apesar de defender a formação de uma frente de oposição ao Governo de Jair Bolsonaro, o ex-presidente tende manter a posição de que o PT tenha candidaturas próprias nas principais capitais. Nas últimas eleições municipais, em 2016, o PT perdeu 60,2% das prefeituras, em comparação com 2012. Tinha 638, e ficou com 254.

Fogo no paiol
Lula sai da cadeia atacando Bolsonaro. Inventou que Haddad foi roubado na eleição, disse que desemprego cresceu e que atual presidente mente no Twitter.

Você já sabia
A Coluna antecipou que haveria festa no sindicato em São Bernardo quando Lula fosse solto, e que iria investir no discurso de preso político. Vai rodar o país repetindo isso.

Disputa municipal
Com Lula, agora, como cabo eleitoral da centro-esquerda, a disputa eleitoral de 2020 será o grande teste para a onda de direita que alçou Bolsonaro a presidente.

Oi, gente!
Abandonado por aliados, quem também sai da cadeia com a decisão do STF, é o ex-governador e ex-senador Eduardo Azeredo (PSDB). Vai puxar orelha de ‘amigos’.

Prefeitos irados
Os signatários da Frente Nacional de Prefeitos estão irritados com a proposta do ministro da Economia, Paulo Guedes, de extinguir municípios com menos de 5 mil habitantes que não representa receita – e muitas despesas. Não pela ideia em si. Até concordam que o Brasil deve seguir o modelo francês, onde cidades menores integram consórcios macrorregionais para levar demandas à administração federal.

Ouvidos abertos
Os alcaides reclamam que o Governo Bolsonaro toma a atitude sem qualquer consulta aos municípios ou debate prévio. “A alternativa mais adequada (…) deveria passar preliminarmente pela combinação de medidas estruturantes, dentre as quais, um novo desenho para a distribuição de competências entre os entes federados, o incentivo ao consorciamento, a revisão na destinação de recursos para as Câmaras Municipais” etc.

É contigo, presidente
Vai chegar até dezembro à mesa de Bolsonaro uma lei que torna imprescritível o crime de feminicídio e estupro. O Senado aprovou há dias, e seguiu para a Câmara. Com a devida canetada, o presidente terá a chance de agradar mais ao público feminino.

É que…
… além do dever constitucional e do bom senso que se espera do presidente, as pesquisas de opinião mostram que os homens são a maioria entre seus apoiadores.

Mistério continua
A Defensoria Pública do Rio de Janeiro fará a defesa do porteiro Alberto Jorge Mateus, que teria mentido sobre Bolsonaro, e não voltou ao condomínio Vivendas da Barra.

Cada um
No relatório que foi entregue pelo presidente do Senado, David Alcolumbre, ao presidente do STF, ministro Dias Toffoli, sobre a votação, na Corte, das ADIN que derrubaram a prisão após segunda instância, os senadores de Pernambuco tiveram votos diferenciados. Jarbas Vasconcelos se diz a favor da prisão; Humberto Costa (PT) não assinou – mesma posição, curiosa, do líder no Governo no Senado, Fernando Bezerra.

Cidade da inclusão
O mais renomado evento de inclusão social relativo a pessoas com deficiência tem sua 3ª edição confirmada no Rio de Janeiro. Com organização do empresário Marcos Salles, A Cidade da Inclusão terá programação extensa de 6 a 8 de dezembro, na Arena Carioca 2 do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. Mais no www.universodainclusao.com.br

Ponto final
Há sentimento de impunidade, sim, e o STF contribuiu. Independentemente do caso Lula, há condenados com provas, um Judiciário tradicionalmente lento e um Código Penal frouxo, além dos Códigos de Processo Civil e Penal generosos com as defesas de bandidos. Assassinos e traficantes serão soltos. Perde o Brasil.

ESPLANADEIRA

# Dezenove cidades já estão confirmadas para receber em seus cinemas o Festival Ópera na Tela 2019. Entre elas Aracaju (SE), Belém (PA), Brasília (DF), Curitiba (PR), Florianópolis (PR), Maceió (AL), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Leandro Mazzini

Desafio do Pacote
Dedo no gatilho
Deixe seu comentário
Pode te interessar