Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Maior raio do mundo, com 709 quilômetros de extensão, é registrado no Brasil

Compartilhe esta notícia:

Imagem de satélite mostra raio que cortou o Sul do Brasil em outubro de 2018, percorrendo uma distância de 709 quilômetros

Foto: Divulgação/OMM
Imagem de satélite mostra raio que cortou o Sul do Brasil em outubro de 2018, percorrendo uma distância de 709 quilômetros. (Foto: Divulgação/OMM)

A OMM (Organização Meteorológica Mundial) anunciou nesta sexta-feira (26) o registro de dois recordes de raios: o mais extenso em distância percorrida e o mais longo em segundos. São os chamados “megaflashes”.

O recorde de raio mais extenso é do Brasil. Ele percorreu 709 quilômetros em uma linha horizontal, cortando o Sul do País, em 31 de outubro de 2018. É mais do que o dobro do recorde anterior, registrado em Oklahoma (EUA), com 321 quilômetros.

O recorde de raio com duração mais longa é da Argentina, com duração de 16,73 segundos a partir de um flash que começou no Norte do país, em 4 de março de 2019. A duração também é mais do que o dobro do recorde anterior, de 7,74 segundos, registrado em Provence-Alpes-Côte d’Azur, na França, em 30 de agosto de 2012.

O novo recorde foi estabelecido devido a uma nova tecnologia de imagens por satélite. Mas, segundo a OMM, tanto o registro anterior quanto o novo usaram a mesma metodologia para medir a extensão do flash.

Raios no Brasil

De acordo com o Grupo de Eletricidade Atmosférica do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), 78 milhões de raios caem todos os anos no Brasil. A cada 50 mortes por raio no mundo, uma é registrada no País.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Vacinação de crianças e gestantes contra a gripe segue abaixo de 50% da meta em Porto Alegre
Empresas do Refaz 2019 e Compensa-RS têm flexibilização de regra de perda do parcelamento
Deixe seu comentário
Pode te interessar