Sábado, 19 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Acontece Mais de 200 mil viagens intermunicipais foram realizadas neste período de pandemia do novo coronavírus

Compartilhe esta notícia:

(Foto: Ascom/Daer)

Um levantamento realizado pela Federação das Empresas de Transporte Rodoviário do Rio Grande do Sul apontou que o transporte intermunicipal de passageiros no estado vem se mantendo regular durante todo o período da pandemia do novo coronavírus. Segundo dados da pesquisa, entre 15 de março e 31 de julho, foram realizadas mais de 200 mil viagens.

De acordo com a Federação das Empresas de Transporte Rodoviário do estado gaúcho, a restrição de atividades, o cancelamento das aulas e o isolamento social refletiram fortemente no transporte intermunicipal. A redução dos passageiros chegou próximo a 90%, em relação ao mesmo período do ano passado, incluindo as gratuidades do sistema.

Confira os dados da pesquisa:

Redução mensal

Março: 81,8%
Abril: 84,3%
Maio: 77,8%
Junho: 73,3%
Julho: 76,4%
OBS: Gratuidades no período oscilaram entre 6% e 7%.

Viagens e passageiros

Nos cinco meses de pandemia até aqui contabilizados, o sistema regular intermunicipal do Rio Grande do Sul, transportou 2.500.000 passageiros e realizou 196.967 viagens. O esforço garantiu que a população de todos os 497 municípios tivesse o serviço disponível, cumprindo dias, horários e rotas regularmente.

Cuidados com a saúde

Em todo o sistema regular, foram ampliadas e intensificadas ações no sentido de prevenir e evitar contágio pela Covid-19. Higienização e sanitização interna e externa dos ônibus, álcool em gel em todos os veículos, uso de máscara facial e utilização das últimas inovações, como UV-C para eliminar vírus e bactérias, cortinas para isolamento individual, tratamento especial no ar condicionado e observância do distanciamento, só permitindo que cohabitantes viajarem juntos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Vem aí Agrolab, a maior feira agro da Amazônia
Banrisul oferece linha de crédito para pagamento de tributos
Deixe seu comentário
Pode te interessar