Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
10°
Fair

Brasil Ministério da Economia explicará ao TCU sobre investigação financeira de jornalista do Intercept

Compartilhe esta notícia:

Glenn Greenwald está sendo investigado. (Foto: Reprodução/Agência Brasil0

Após o Intercept Brasil divulgar mensagens vazadas do aplicativo Telegram, o ministro da Economia, Paulo Guedes, foi convocado a informar se o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), está investigando as movimentações financeiras do jornalista do site Glenn Greenwald. Nesta segunda-feira (8), o Ministério da Economia informou que enviará, até esta terça-feira (9) à tarde, as explicações pedidas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o caso.

A pasta informou ter recebido dois requerimentos do TCU na tarde desta segunda-feira (8). Mas, na noite de sexta-feira (5), o ministro do TCU Bruno Dantas havia dado um prazo de 24 horas para que o ministro da Economia prestasse esclarecimentos ao órgão, porém, só nesta segunda que teriam chegado as notificações. Segundo o ministério, o primeiro pedido foi enviado diretamente ao Coaf e foi entregue às 15h, enquanto o segundo pedido, endereçado ao ministro Paulo Guedes, foi recebido às 15h25. A pasta comprometeu-se a responder aos dois requerimentos em 24 horas, a partir do recebimento.

Conforme a argumentação do Ministério Público de Contas e do ministro do TCU, se confirmada, a investigação do Coaf poderia caracterizar “grave desvio de finalidade” no dispêndio de recursos públicos. “Por óbvio, isso nada tem a ver com a prevenção e combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo”, diz Bruno Dantas.

No despacho, o ministro também deu 24 horas para que o presidente do Coaf, Roberto Leonel de Oliveira Lima, se manifeste.

Intercept
O Intercept tem divulgado trocas de mensagens atribuídas a procuradores da Lava Jato e ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, então juiz que comandava as ações da operação em Curitiba.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Uma nova regra para quem tem dois empregos pode aumentar o valor da aposentadoria
Bolsonaro avalia que é do Congresso a responsabilidade sobre mudar o texto da reforma da Previdência agora
Deixe seu comentário
Pode te interessar