Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Dicas de O Sul Museu Julio de Castilhos promove atividades para comemorar seus 117 anos

O museu funciona no imóvel onde morou Julio de Castilhos, na rua Duque de Caxias.

Foto: Roberta Amaral/Divulgação/GOVRS
O museu funciona no imóvel onde morou Julio de Castilhos, na rua Duque de Caxias. (Foto: Roberta Amaral/Divulgação/GOVRS)

O MJC (Museu Julio de Castilhos), em Porto Alegre, organizou diversas atividades culturais em comemoração ao seus 117 anos, que serão completados na próxima sexta-feira (31). Exposições, concertos e peças de teatro compõem a programação, que garante uma experiência histórica e cultural.

“O museu chega aos 117 anos em um momento histórico: recursos assegurados e o contrato assinado com o governo federal para o restauro completo das duas edificações e a construção de uma nova, para abrigar a reserva técnica, onde estão guardados acervos não expostos”, afirma a diretora da instituição, Doris Couto. Também ocorrerá a troca de mobiliário expositivo, viabilizada por um convênio assinado entre a Associação de Amigos do museu e o Tribunal de Justiça.

O MJC fica na rua Duque de Caxias, 1.205, Centro Histórico.

Programação

28 de janeiro – 16h
Abertura da exposição “Acervos inéditos de Julio de Castilhos”

Uma bailarina de louça que foi de Honorina, esposa de Julio de Castilhos, é apresentada ao público. Trata-se de uma peça pertencente ao acervo particular da família Castilhos, emprestada ao MJC para a comemoração do aniversário. Um discurso de Julio e a chave do mausoléu onde o político foi enterrado, entre outros documentos e fotografias, também são apresentados. Outras peças do acervo do MJC, que se encontram no Arquivo Histórico do RS, serão expostas até o final de março.

29 de janeiro – 19h
Concerto de piano de Antonio Augusto Medeiros e Albuquerque

Mistura de gêneros musicais, em um transitar entre o erudito, o popular e o folclórico, é apresentada pelo pianista Antonio Augusto Medeiros e Albuquerque. Ele também conta a história de cada composição executada.

Ingresso: gratuito.

30 de janeiro – 19h
Concerto Processo intuitivo, de Klaus Farina (piano)

No projeto “Processo intuitivo”, Klaus Farina faz um recital de piano solo que transita entre performances autorais de piano com projeções visuais e referências às músicas do cinema mudo.

Ingresso: gratuito.

31 de janeiro, 1º e 2 de fevereiro – 20h
Chiquinha: uma opereta sobre os costumes de nossa época

Inspirado por Chiquinha Gonzaga, o artista Samir Gonzaga realiza uma curta temporada da performance “Chiquinha: uma opereta sobre os costumes de nossa época”. Sob a direção de Joana do Carmo, além de executar obras da compositora ao piano, Samir interpreta de forma brejeira e com um atrevimento tão delicado quanto permitiria a personalidade da artista, que marcou o início do chorinho.

Ingresso: R$ 15 (inteiro)

1º de fevereiro – 19h
Caminhada cultural

Em parceria com o Centro Histórico Cultural Santa Casa de Porto Alegre, a caminhada cultural é um roteiro integrado que inclui o quarto e o gabinete de Julio de Castilhos, no museu; o monumento da Praça da Matriz; e o mausoléu do político e outros positivistas no Cemitério da Santa Casa. Inscrições no site https://www.chcsantacasa.org.br.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Dicas de O Sul

De biquíni, Renata Fan cumpre promessa e faz pedido: “Não critiquem, não sou malhada”
Música erudita na Serra Gaúcha
Deixe seu comentário
Pode te interessar