Quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
28°
Fair / Wind

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Nova audiência de conciliação sobre a retomada das aulas presenciais no RS será realizada nesta quarta-feira

Compartilhe esta notícia:

A primeira audiência virtual ocorreu nesta segunda-feira

Foto: Mateus Raugust/PMPA
A primeira audiência virtual ocorreu nesta segunda-feira. (Foto: Mateus Raugust/PMPA)

Uma audiência virtual de conciliação sobre o retorno das aulas presenciais no Rio Grande do Sul foi conduzida, na manhã desta segunda-feira (03), pela juíza Dulce Ana Oppitz, coordenadora do Cejusc-Poa (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania de Porto Alegre).

Durante o encontro, foi discutida a ação movida pelo Cpers/Sindicato e pela Associação de Pais e Mães Pela Democracia contra a volta das aulas presenciais em meio à pandemia de coronavírus. Uma nova audiência sobre o tema será realizada nesta quarta-feira (05), às 14h.

Além de representantes das duas entidades e do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre, participaram da audiência desta segunda integrantes do governo gaúcho e da prefeitura da Capital. Por cerca de cinco horas, as partes envolvidas foram ouvidas.

O prefeito Sebastião Melo disse que o seu governo está aberto ao diálogo e defendeu o retorno gradual das atividades, com os alunos organizados em grupos. Melo ressaltou que os pais têm liberdade de levar os filhos ou não para a escola. O prefeito também sugeriu que as entidades médicas sejam convidadas para que possam contribuir com informações científicas para o debate.

“Acredito na conciliação, pois todos queremos o bem das nossas crianças e do nosso Estado. Não há espaço para retrocesso. A pandemia é gravíssima, mas a cidade tem que funcionar”, declarou Melo.

Segundo o prefeito, a rede municipal de ensino está preparada desde fevereiro para receber os alunos. “Todas as escolas que estão abrindo têm condições e estão orientadas a seguir os protocolos sanitários, conforme plano elaborado pela Secretaria Municipal de Educação. Outra medida para um retorno seguro das aulas é o início da testagem dos profissionais da educação. As escolas também receberam R$ 2,5 milhões em verba extra de combate à Covid-19”, destacou.

Já o Cpers/Sindicato alega que não há condições sanitárias para o retorno das aulas sem a vacinação dos professores. A entidade afirmou que “defende a vida e a manutenção das aulas remotas neste momento dramático da pandemia”.

Retomada das aulas

As atividades nas salas de aula da rede municipal de ensino e nas instituições privadas começaram a ser retomadas na semana passada em Porto Alegre. Já as escolas da rede estadual iniciaram o retorno das aulas presenciais nesta segunda-feira em todo o RS.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Preso homem que esfaqueou a ex-companheira em uma parada de ônibus na Zona Sul de Porto Alegre
Governo do RS define como serão utilizadas as vacinas contra a Covid-19 que chegaram ao Estado nos últimos dias
Deixe seu comentário
Pode te interessar