Segunda-feira, 23 de Novembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Fair

Rio Grande do Sul Nove regiões permanecem em bandeira vermelha no mapa do Distanciamento Controlado

Compartilhe esta notícia:

O mapa preliminar classificou 12 regiões como de alto risco epidemiológico, e três recursos foram aceitos.

Foto: Reprodução
O mapa preliminar classificou 12 regiões como de alto risco epidemiológico, e três recursos foram aceitos. (Foto: Reprodução)

Nove regiões permanecem em bandeira vermelha no mapa definitivo da 14ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado do RS. A divulgação foi feita pelo governador Eduardo Leite em transmissão pelas redes sociais nesta segunda-feira (10). As bandeiras ficam vigentes a partir da 0h desta terça (11) até as 23h59 da próxima segunda-feira (17).

Divulgado na sexta-feira (7), o mapa preliminar da 14ª rodada classificou 12 regiões como de alto risco epidemiológico. Depois de análise dos 25 pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações regionais, o Gabinete de Crise acatou o recurso de três regiões, resultando em 12 regiões com bandeira laranja (risco médio).

“Analisamos uma série de indicadores, como internações, óbitos, proporção de leitos livres por ocupados, ou seja, vários dados que nos ajudam a entender o nível de risco do avanço da velocidade da doença em cada uma das regiões do Estado e também o risco de colapso do sistema hospitalar. O final do mês de junho e o mês de julho seguramente foram os períodos mais difíceis, com velocidade de internações muito alta, mas temos expectativa de que, com a colaboração da população, possamos ver uma redução”, disse Leite.

O governo do Estado aceitou a reconsideração de Bagé, cujo pedido foi encaminhado pelo município para toda a região, e das associações regionais de Guaíba e Uruguaiana.

O Gabinete de Crise indeferiu os recursos apresentados pelas regiões de Passo Fundo, Palmeira das Missões, Erechim, Capão da Canoa, Taquara, Canoas e Pelotas, que permanecem em bandeira vermelha, por terem apresentado alto nível de ocupação dos leitos e de propagação do vírus.

Os sete se somam a Novo Hamburgo e Porto Alegre, que já estavam em vermelho, e seus representantes não apresentaram pedido de reconsideração.

“O modelo de Distanciamento Controlado serve para que possamos estabelecer as restrições na região, na proporção e no momento em que forem adequados, e serviu de inspiração para outros Estados, que adotaram a mesma política para regionalizar e definir as restrições de acordo com os riscos”, relembrou o governador.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Rio Grande do Sul tem 84.034 casos de coronavírus e 2.417 óbitos pela doença
Banrisul doa recursos para continuidade de pesquisa epidemiológica da UFPel e Instituto Pesquisas de Opinião
Deixe seu comentário
Pode te interessar