Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fog

Brasil O Brasil ultrapassou as 65 mil mortes por coronavírus. O total de infectados é de 1.623.284

Compartilhe esta notícia:

Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.214 óbitos, totalizando 70.398. (Foto: NIAID/Divulgação)

O Brasil chegou a 65.487 mortes em decorrência da Covid-19. Foram registradas mais 620 mortes nas últimas 24 horas, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta segunda-feira (6). No domingo (5), o balanço informava a ocorrência de 64.867 mortes em função da pandemia.

Pelas estatísticas do Ministério da Saúde, foram identificados mais 20.229 casos da doença. Com isso, o número total de pessoas infectadas chegou a 1.623.284. No domingo, o painel do Ministério da Saúde mostrava 1.603.555 casos confirmados. Do total de infectados até o momento, 927.292 já se recuperaram e 630.505 mil pacientes ainda estão em acompanhamento.

Os números diários do balanço do Ministério da Saúde em geral são menores aos domingos e segundas-feiras pelas restrições nas equipes que fazem contagem de dados nas secretarias municipais e estaduais, e maiores às terças-feiras, quando há aumento de registros em razão do acúmulo do que não foi encaminhado no fim de semana.

Regiões

A região com maior número de mortes por Covid-19 é o Sudeste, com 29.900. O Nordeste registra 21.235 óbitos; o Norte, 10.039; o Centro-Oeste, 2.328; e o Sul, 1.985.

Os Estados com mais mortes em função da pandemia são São Paulo (16.134), Rio de Janeiro (10.698), Ceará (6.481), Pará (5.105) e Pernambuco (5.163). As unidades da Federação com menos óbitos são Mato Grosso do Sul (122), Tocantins (224), Roraima (371), Acre (394) e Santa Catarina (406).

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro está com suspeita de Covid-19. Com febre de 38°C, o presidente vem sentido mal-estar desde sábado (4) e foi ao Hospital das Forças Armadas (HFA) na noite desta segunda para fazer uma ressonância do pulmão. Ao retornar ao Palácio da Alvorada, ele fez um teste para saber se está com coronavírus. Mesmo sem saber o diagnóstico, o presidente já começou a tomar hidroxicloroquina com azitromicina. Não há comprovação científica da eficácia do uso destes medicamentos.

O resultado do exame deve ficar pronto nesta terça-feira (7).

Ele falou rapidamente com apoiadores sobre o tema ao voltar ao Palácio da Alvorada e afirmou que “o pulmão está limpo”. Bolsonaro também disse que vai fazer outro teste para saber se contraiu a Covid-19.

“Eu vim do hospital agora, que eu fiz uma chapa de pulmão, tá limpo o pulmão, tá certo? Vou fazer um exame de Covid agora a pouco, mas tá tudo bem…”, afirmou Bolsonaro, na chegada ao Palácio da Alvorada, por volta das 18h30min.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Saiba por que os números de casos e mortes por coronavírus no Brasil podem estar longe da realidade
Bolsonaro volta a defender a hidroxicloroquina, mas especialistas ressaltam a falta de evidência científica
Deixe seu comentário
Pode te interessar