Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fog

Capa – Caderno 1 O Conselho Monetário Nacional regulamentou o empréstimo com juro zero no financiamento estudantil, o Fies, para famílias de baixa renda

Compartilhe esta notícia:

Estudantes que ingressaram no Fies a partir de 2018 entraram em um novo sistema de financiamento. (Foto: Divulgação)

O CMN (Conselho Monetário Nacional) aprovou, nesta quinta-feira, uma resolução para definir a taxa efetiva de juros dos empréstimos do Fies (financiamento estudantil) para famílias de baixa renda. Operações contratadas a partir do 1º semestre de 2018 terão taxa de juros real zero para alunos com renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Aprovado no ano passado, o novo marco legal do Fies prevê três modalidades de financiamento. No empréstimo com taxa de juros real zero, a correção será feita pelo IPCA, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Essa operação será garantida pelo novo Fundo Garantidor, o FG-Fies. Além disso, o banco deve reter o pagamento na fonte de renda do financiado para reduzir o risco de inadimplência.

O CMN também aprovou uma resolução que estende ao MEI (microempreendedor individual) a possibilidade de abrir ou fechar conta corrente pela internet. Até hoje, a possibilidade era restrita às contas de depósitos de pessoas físicas.

“A mudança representa um novo avanço, seguro e gradual, no processo de digitalização dos serviços financeiros ofertados pelas instituições financeiras. Além disso, contribui com os esforços integrados dos diversos órgãos federais de criar condições mais propícias ao desenvolvimento das atividades dos MEIs”, disse o Banco Central por meio de nota.

Outra medida aprovada nesta quinta-feira é a constituição e o funcionamento das ouvidorias dos bancos. A medida determina que, até 1º de julho, as instituições deverão criar um canal para a avaliação pelo próprio cliente da qualidade do atendimento prestado pelas ouvidorias.

“Os dados relativos a essa avaliação serão usados como um dos indicadores que compõem o Ranking de Qualidade de Ouvidorias, criado recentemente para prestar informações qualitativas ao público sobre o desempenho das ouvidorias das instituições financeiras”, frisou o BC.

Inscritos no Sisu

A inscrição 2018 do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) registrou uma média de 28 mil novos candidatos inscritos por hora durante as primeiras 60 horas. As inscrições foram abertas à 0h de terça-feira  e vai até as 23h59min desta sexta-feira. O resultado será divulgado na segunda.

Às 12h desta quinta, o sistema registrava 1.731.755 inscritos e 3.350.684 inscrições (cada candidato pode se inscrever em até duas opções de curso). Considerando as 60 primeiras horas, a média é de 28,8 mil inscritos por hora. No primeiro dia, o pico de inscrições ocorreu entre as 8h e as 9h, quanto mais de 100 mil pessoas se inscreveram no sistema.

Um levantamento  mostra que as de corte para os cursos de medicina variavam de 750,06 a 881,76 pontos. Os dados valem para a segunda parcial do Sisu 2018. Os dois extremos são de universidades no mesmo estado: a maior nota é da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no campus de Caicó, e a menor é da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, em Mossoró (RN).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Um especialista em direito acredita que as chances de Lula ser absolvido estão no Superior Tribunal de Justiça
Os médicos alertam sobre os riscos de cirurgia para reduzir as bochechas, cada vez mais popular
Deixe seu comentário
Pode te interessar