Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Mist

Rio Grande do Sul O Rio Grande do Sul registrou mais 24 mortes por coronavírus e deve cruzar nesta semana a marca de 1.000 casos fatais da doença

Compartilhe esta notícia:

Vítima mais idosa da lista deste sábado é uma mulher de 93 anos. (Foto: EBC)

O boletim epidemiológico divulgado neste sábado (11) pela SES (Secretaria Estadual da Saúde) ampliou para 943 o número de mortes por coronavírus no Rio Grande do Sul, com 24 novas vítimas. Com isso, os casos fatais da doença em território gaúcho devem passar de mil nos próximos dias, já que o número de óbitos a cada relatório oscilou entre 32 e 49 (recorde) na semana passada.

Já os diagnósticos positivos subiram para 38.720 em 432 dos 497 municípios do Estado (abrangência de 87%) em quatro meses desde o início da pandemia, incluindo 1.263 confirmações nas últimas horas.

Desse total, ao menos 32.337 (84%) indivíduos já estão recuperados, ou seja, não apresentam mais sintomas da doença (ou sequer manifestaram, apesar do contágio apontado por teste), o que significa que 3.383 habitantes do Rio Grande do Sul estão comprovadamente com o vírus no momento.

Ainda sobre a questão dos falecimentos, para fins de estatística é importante esclarecer que a atualização diária não abrange necessariamente pessoas que sucumbiram à Covid-19 em uma mesma data. A explicação é que os dados enviados pelas instituições e órgãos municipais podem ser adicionados com atraso ao levantamento, devido a questões metodológicas ou burocráticas.

Vítimas mais recentes

A lista oficial de óbitos no Rio Grande do Sul registrada neste sábado mantém inalterado o predomínio de dois aspectos de risco no prontuário médico das vítimas: a idade a partir de 60 anos (a vítima mais velha da lista é uma mulher de 93 anos) e o histórico de doenças crônicas não transmissíveis como diabetes, cardiopatias, obesidade, problemas respiratórios e câncer.

Com a missão de manter os leitores informados sobre os impactos da pandemia mas sem deixar de lado o respeito ao aspecto humano, esta edição de “O Sul” presta mais uma vez a sua homenagem aos mortos pela doença (e a seus familiares, parentes e amigos). Confira os óbitos mais recentes, mencionados a seguir por município de residência, gênero e idade:

– Araricá (homem, 34 anos);

– Barão (mulher, 87 anos);

– Canoas (homem, 33 anos);

– Canoas (homem, 67 anos);

– Caxias do Sul (homem, 80 anos);

– Eldorado do Sul (homem, 76 anos);

– Estância Velha (homem, 73 anos);

– Fazenda Vila Nova (mulher, 93 anos);

– Ibiaçá (homem, 60 anos);

– Igrejinha (homem, 65 anos);

– Novo Hamburgo (homem, 65 anos);

– Palmares do Sul (homem, 69 anos);

– Pelotas (mulher, 71 anos);

– Porto Alegre (homem, 76 anos);

– Rio Grande (mulher, 70 anos);

– Rio Grande (mulher, 85 anos);

– Rio Pardo (mulher, 87 anos);

– Santa Rosa (homem, 74 anos);

– São José do Norte (mulher, 78 anos);

– Tapes (homem, 66 anos);

– Três Coroas (mulher, 64 anos);

– Três Cachoeiras (mulher, 53 anos);

– Viamão (homem, 55 anos);

– Viamão (homem, 81 anos).

(Marcello Campos)

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Mesmo com a disparada de casos de coronavírus na Flórida, parques da Disney são reabertos
O aumento do nível dos rios por causa da chuva já castiga diversas áreas do Rio Grande do Sul. Desabrigados passam de 7 mil
Deixe seu comentário
Pode te interessar