Terça-feira, 07 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Cloudy

Armando Burd Oportunistas querem levar país mais uma vez ao fundo

Roberto Campos é autor de uma das melhores definições sobre inflação. (Foto: Câmara dos Deputados)

A ganância de produtores e comerciantes faz subir os preços de produtos essenciais, em um momento de crise.

Em 1993, quando as máquinas de remarcação de preços funcionavam todas as noites, após o fechamento das portas de estabelecimentos comerciais, a situação ficou insustentável. O ministro Roberto Campos definiu com exatidão: “A inflação brasileira é um misto de pornografia econômica e patologia psíquica. É preciso recorrer a um professor de Ética ou a um psiquiatra.”

A opção volta aos dias de hoje.

É o time de sempre

Deputados federais protocolaram ontem inúmeros projetos que fixam punições contra aumentos repentinos de preços. Há duas possibilidades: 1ª) desconhecem a Lei sobre Crimes contra a Economia Popular, de 26 de dezembro de 1951, o que é lamentável; 2ª) querem três minutos de fama. Depois de insistirem, seus nomes aparecerão na Voz do Brasil. Nada mais.

Novo enquadramento

Os valores cobrados elevaram o álcool gel e as máscaras hospitalares à categoria dos produtos de luxo.

Quadro sem precedentes

O desafio difícil e inadiável diante da pandemia: encontrar o real ponto de equilíbrio em que não cabem nem o pânico, nem o exagero e menos ainda a omissão.

Desculpas e algo mais

O mundo espera que a China explique o motivo da demora em informar sobre o surgimento e a gravidade do coronavírus.

Sua Imprensa vive sob censura e os médicos que queriam esclarecer foram reprimidos. O governo comunista e ao mesmo tempo capitalista deve dizer qual será a compensação financeira pelos grandes prejuízos causados a mais de 100 países.

Deve entrar na corrida

O coronel Mário Ikeda está sendo cogitado pelo PRTB para concorrer à Prefeitura de Porto Alegre. É a sigla do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão. Ikeda ingressou na Brigada Militar em 1985 e foi comandante geral de abril de 2017 a novembro de 2019. Hoje, está na reserva.

Não negou até agora

O ex-prefeito José Fortunati retorna de Portugal, onde realiza curso de pós-graduação. Está sem partido e o PTB tem esperança de que aceite o convite para concorrer à sucessão municipal.

Sem pressa

Corre a versão de que os mentores do Aliança pelo Brasil não têm interesse em concorrer às eleições deste ano. Na hipótese de resultado abaixo do esperado, criaria problemas para o presidente Jair Bolsonaro.

Pressão

O voto compulsório virou obrigação e não direito. Na lei, está embutida a ideia autoritária de que não pode ficar a critério dos eleitores a questão fundamental: comparecer ou não às urnas.

Está chegando a hora

A cada nova campanha, ressurge a esperança de que vamos nos livrar dos chavões e dos slogans demagógicos. O país merece mais: partidos políticos coerentes, éticos e baseados em doutrinas que venham a responder às legítimas exigências da população.

Disse tudo

O Brasil precisa desesperadamente de uma reforma política capaz de baratear as eleições, raiz de boa parte dos problemas de corrupção. A reforma ajudará na formação de maiorias estáveis no Congresso e dar autenticidade programática aos partidos.”

A declaração foi feita em março de 2016 pelo ministro Luís Roberto Barroso, integrante do Supremo Tribunal Federal. Nenhum grupo de parlamentares assumiu a ideia e levou adiante.

Na promessa

Na terceira semana de março de 2003, líderes do governo e dos partidos no Senado se reuniram em Brasília com governadores para audiência na Comissão de Constituição e Justiça. Era mais uma tentativa de fechar o relatório da reforma tributária.

Até hoje está patinando.

Para facilitar

Com a janela para transferências de vereadores aberta até 3 de abril, os apelos são insistentes e muitas as facilidades. Alguns partidos gostariam de manter serviços de drive-thru, como nas lanchonetes. Os interessados nem precisariam descer do automóvel para a filiação.

 

 

 

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Armando Burd

Se Bolsonaro baixar a temperatura…
Não há dinheiro que chegue para sustentar o rombo
Deixe seu comentário
Pode te interessar