Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
19°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Os clientes terão que avisar os bancos com três dias de antecedência antes de sacar valores acima de 50 mil reais em espécie

Compartilhe esta notícia:

Medida tem por objetivo contribuir para o controle à corrupção. (Foto: Agência Brasil)

Com o objetivo de aprimorar o combate à corrupção, a direção do BC (Banco Central) decidiu restringir os saques em dinheiro vivo nas instituições financeiras de todo o País. A autoridade monetária reduziu o valor mínimo e aumentou o prazo de antecedência para a retirada de grandes valores de contas.

Uma circular editada nessa quarta-feira determina que os clientes deverão avisar o banco com pelo menos três dias de antecedência sempre que precisarem sacar valores iguais ou superiores a 50 mil reais. Da mesma forma, a instituição financeira deverá comunicar o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) qualquer retirada ou transação em espécie a partir desse montante. As novas regras devem entrar em vigor em um prazo de 180 dias.
Limite atual

Atualmente, o cliente deve entrar em contato com o banco com pelo menos um dia de antecedência para efetuar a retirada de valor igual ou superior a 100 mil reais. O mesmo ocorre no repasse de informações ao Coaf, que hoje só precisam ser comunicadas em transações a partir desse valor.

Em um comunicado em seu site, o BC informou que as mudanças já haviam sido recomendadas em 2016 pelos órgãos que fazem parte da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro. Essas ações têm por objetivo aperfeiçoar procedimentos e controles relativos a operações com recursos em espécie.

Clima de incerteza

O economista Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), alertou para o clima de incerteza econômica vivida pelo País, em meio à crise política. “Apesar de ser o desejo do setor empresarial, o Brasil não está conseguindo descolar a economia do atribulado cenário político”, comentou em entrevista à imprensa. “Os problemas do segmento político se agravaram depois que as gravações envolvendo o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista foram divulgadas.”

Essa condição, segundo ele, enfraquece o moral e a capacidade de ação do pessoal da área econômica. Franco ressalta que o País vinha dando sinais de retomada da economia, contudo o efeito das delações da JBS/Friboi será ruim sobre os níveis de confiança e de atividade produtiva. O economista lembra que, em média, as pesquisas quanto ao PIB indicam crescimento de 0,4% para este ano. “É ruim, mas é o que temos”, resigna-se.

Apesar desse panorama, Franco diz que foi possível “arrumar a casa” em algumas das áreas sensíveis, dentre elas a Petrobras. Em relação ao Banco Central, o analista considera satisfatório o grau de autonomia alcançado pela instituição. Mas ele acrescenta que seria melhor que os dirigentes do BC tivessem mandatos, o que caracterizaria a entidade como independente, assim como instituições similares em outros países.

Franco esteve na Capital gaúcha nesta semana, a fim de participar da cerimônia de posse do empresário Júlio César Lamb na Diretoria e do Conselho Fiscal do IEE (Instituto de Estudos Empresariais) para a gestão 2017-2018. O evento foi realizado na Fundação Iberê Camargo.
O novo titular da entidade é. O dirigente adianta que uma das suas metas será ecoar as ideias da entidade para a sociedade. Uma das ideologias da instituição é que o Estado inter¡ra cada vez menos na vida das pessoas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

O Brasil segue em 79ª posição no ranking de desenvolvimento humano da ONU pelo terceiro ano seguido
A Polícia Federal suspende a emissão de passaportes por falta de dinheiro
https://www.osul.com.br/os-clientes-terao-que-avisar-os-bancos-com-tres-dias-de-antecedencia-antes-de-sacar-valores-acima-de-50-mil-reais-em-especie/ Os clientes terão que avisar os bancos com três dias de antecedência antes de sacar valores acima de 50 mil reais em espécie 2017-06-28
Deixe seu comentário
Pode te interessar