Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Variedades Os encontros entre Bill Gates e Jeffrey Epstein, acusado de crimes sexuais e morto em 2019, desagradavam a esposa do bilionário

Compartilhe esta notícia:

O casal anunciou o divórcio no dia 3 deste mês. (Foto: Reprodução)

Melinda, 56 anos, e Bill Gates, 65 anos, já não são oficialmente um casal desde o início do mês, quando ambos vieram a público anunciar a separação. Mas algumas fontes, como o site americano TMZ, já publicaram que o ‘casal 20’ da filantropia já não estava junto desde 2019 – e que a relação se deteriora desde então.

Pela suposta ligação de Bill com Jeffrey Epstein, Melinda foi a requerente do pedido de divórcio na Justiça americana para formalizar a decisão, que havia sido firmada por um contrato de separação – os dois optaram por não ter um acordo pré-nupcial, como acontece comumente nos EUA.

Além do relacionamento, o ex-casal também vai seguir caminhos independentes com a fortuna, estimada em US$ 146 bilhões. A divisão será feita na corte americana e uma audiência está marcada para abril de 2022, como manda o processo de divórcio nos Estados Unidos.

Quando Bill e Melinda se separaram?

Bill Gates, fundador da Microsoft, e Melinda Gates anunciaram o fim do casamento em 3 de maio, depois de 27 anos de união. O casal se conheceu em 1987 em um evento do setor tecnológico e, posteriormente, nos começo dos anos 1990, Melinda começou a trabalhar na Microsoft como gerente de informações de produtos. Em 1996, Melinda deixou a Microsoft para se dedicar à família, composta pelos filhos Jennifer, Rory e Phoebe.

O que cada um leva no divórcio?

Por enquanto, baseado no contrato de separação que o site TMZ teve acesso, no mesmo dia em que o ex-casal anunciou a separação, Melinda recebeu cerca de US$ 1,8 bi em ativos de empresas que os dois investiam juntos.

Na soma, estão 14 milhões de ações da Canadian National Railway Co., uma companhia ferroviária canadense – os papeis estão avaliados em aproximadamente US$ 1,5 bilhão. No pacote, estão também cerca de 2,9 milhões de ações da AutoNation, uma varejista de automóveis americana, que valem cerca de US$ 309 milhões.

Porque o casal se divorciou?

De acordo com Melinda, o casamento já estava “invariavelmente quebrado” há alguns anos, mas um dos fatores divulgados como fundamentais na separação era a relação de Gates com Jeffrey Epstein, acusado de crimes sexuais e morto na prisão antes de seu julgamento, em 2019

O jornal americano Wall Street Journal divulgou nesta segunda-feira, 10, que em 2019 Melinda tinha entrado em contato com seu advogado para se aconselhar sobre o processo de divórcio. Ela também já havia advertido Gates que não concordava com a sua relação com Epstein.

A ligação do fundador da Microsoft com Epstein envolveria visitas e estadias na casa do amigo em Manhattan, além do compartilhamento do círculo de convivência com outras personalidades, como o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton. Epstein foi condenado e preso em 2008 pelo crime de prostituição infantil, e retornou à cadeia em junho de 2019, acusado de tráfico de menores. O empresário morreu dois meses depois na prisão, com a causa da morte apontada como suicídio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Projota sobre pós-BBB: “Estava com a autoestima lá embaixo”
Missa de 7º dia de Paulo Gustavo reúne amigos e familiares no Cristo Redentor
Deixe seu comentário
Pode te interessar