Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Pesquisa da Fiergs revela recuperação da confiança entre industriais gaúchos

Compartilhe esta notícia:

ICEI-RS cresce 2,2 pontos em junho, a terceira elevação consecutiva.

Foto: Reprodução
ICEI-RS cresce 2,2 pontos em junho, a terceira elevação consecutiva. (Foto: Reprodução)

O ICEI-RS (Índice de Confiança do Empresário Industrial gaúcho), divulgado nessa terça-feira (22) pela Fiergs (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul), cresceu 2,2 pontos na passagem de maio para junho, chegando a 62,5. A elevação acumulada de 8,4 pontos nos últimos três meses restabelece praticamente toda a confiança perdida em março, quando havia desabado 8,7 pontos.

“A indústria gaúcha recuperou a confiança perdida no início da segunda onda da Covid-19, quando o setor também sofria com a falta e os aumentos de preços de insumos e matérias-primas. Mesmo que o desequilíbrio na cadeia de suprimentos ainda afete, o aumento da confiança reflete, principalmente, o cenário mais promissor para a economia e para a pandemia com o avanço da vacinação”, explica o presidente da Fiergs, Gilberto Porcello Petry.

O ICEI-RS varia de 0 a 100 pontos, assim como seus componentes. Quanto mais acima dos 50, maior e mais disseminada é a confiança entre as empresas. Em junho, o Índice de Condições Atuais cresceu 3,7 pontos em relação a maio, marcando 57,9 e, acima de 50, mostra uma avaliação de melhora dominante. O Índice de Condições Atuais da Economia Brasileira subiu mais de seis pontos, de 50, em maio, para 56,3, em junho. O percentual de empresários que percebem melhora da economia é bem superior ao que têm uma percepção negativa: 42,9% ante 18,4%. O crescimento do Índice de Condições Atuais das Empresas, de 56,4 para 58,6 pontos no período, também revela um quadro mais favorável para as empresas.

Quanto aos próximos seis meses, o Índice de Expectativas alcançou 64,8 pontos, 1,4 acima de maio. A avaliação da perspectiva para a economia brasileira subiu para 61,5 pontos (foi de 59,3 em maio). Em junho, pouco mais da metade dos empresários, 52,5%, estão otimistas com a economia brasileira, e apenas 8,8%, pessimistas. As expectativas com relação à própria empresa também ficaram mais favoráveis, com o índice crescendo de 65,4, no mês passado, para 66,4 pontos, em junho.

A pesquisa foi realizada entre 1º e 14 de junho com 218 empresas, 41 pequenas, 68 médias e 109 grandes.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Com alta na média móvel, Brasil supera 18 milhões de casos de Covid
Em Porto Alegre, controle sanitário testa 3.404 passageiros no aeroporto desde o início da operação
Deixe seu comentário
Pode te interessar