Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral Piloto de helicóptero é rendido no Rio e entra em luta corporal em pleno voo

Compartilhe esta notícia:

O piloto de helicóptero Adonis Lopes é da Polícia Civil, mas fez o voo em aeronave particular. (Foto: Reprodução)

O piloto de helicóptero Adonis Lopes foi rendido por dois homens e entrou em luta corporal em pleno voo durante uma viagem entre Angra dos Reis e o Rio de Janeiro, na tarde de domingo (19). Os criminosos queriam que ele sobrevoasse o Complexo de Presídios de Gericinó, em Bangu, na zona oeste da capial fluminense. Lopes chegou a fazer uma manobra de emergência sobre um Batalhão da Polícia Militar. Com medo que a aeronave caísse, os suspeitos acabaram desistindo do sequestro.

Segundo a Polícia Civil, a dupla havia contratado um voo do Rio para Angra dos Reis pela manhã, com retorno para a capital previsto para acontecer nesta segunda-feira. No fim da tarde, contudo, os passageiros anteciparam a volta. O piloto que fizera o voo de ida não se sentia bem, e pediu que a viagem de retorno fosse feita pelo colega.

Adonis, que o substituiu, é piloto da própria Polícia Civil, mas fez o voo em aeronave particular. De acordo com a polícia, logo após a decolagem ele foi rendido e avisado que deveria ir para o presídio de Bangu.

“Durante o trajeto, o piloto realizou uma manobra para pousar em um batalhão da Polícia Militar. Ao perceber a manobra, os marginais agarraram o piloto, que entrou em luta corporal com os criminosos”, narrou a corporação. “Após alguns segundos, percebendo que o helicóptero cairia, deixaram o piloto voltar a conduzir a aeronave. Os bandidos desistiram do plano e mandaram seguir para Niterói, onde pularam do helicóptero em uma área de mata.”

Após a fuga, o piloto pousou a aeronave no Grupamento de Aeromóvel da Polícia Militar, também em Niterói. Os policiais fizeram buscas pela região, mas não encontraram os suspeitos. As informações são da do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Bandidos que sequestraram helicóptero pagaram 7 mil reais à vista pelo voo
Delegada negra barrada em loja poderia ter prendido segurança por racismo
Deixe seu comentário
Pode te interessar