Domingo, 17 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul PopRua RS já distribuiu mais de 100 mil refeições à população de rua

Compartilhe esta notícia:

Programa será ampliado para mais cinco cidades.

Foto: Felipe Farias/Ascom Stas
Programa será ampliado para mais cinco cidades. (Foto: Felipe Farias/Ascom Stas)

Desde dezembro do ano passado, o PopRua RS já distribuiu 109.293 mil refeições e lanches à população de rua em Porto Alegre, Pelotas, Rio Grande, Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul. O governo do Estado realiza o programa por meio da Secretaria de Trabalho e Assistência Social através de acolhimentos institucionais que consistem na entrega de quentinhas, EPIs (equipamentos de proteção individual), disponibilização de espaço para higienização e banho, encaminhamento para pernoite/alojamento, informação sobre trabalho e emprego e direitos humanos.

Até maio, foram 37.149 acessos, sendo 1.974 pessoas diferentes. Foram ofertadas 56.979 refeições (almoço e jantar) e 52.314 lanches (café da manhã e tarde). Profissionais da Assistência Social prestaram 3.134 atendimentos e 6.695 pessoas foram encaminhadas para pernoite/alojamento. Outros 6.256 kits de higiene e 40.984 EPIs foram distribuídos.

“É fundamental que nós, enquanto governo, possamos oferecer um acolhimento humanizado e com profissionais dedicados em executar um trabalho que impacta a sociedade e, em especial, a vida dessas pessoas. Nós olhamos para essa população com atenção, resgatando sua dignidade e vínculos familiares através de um trabalho humano, muito além de um atendimento pontual. Todas as diversidades LGBTQI+ da população de jovens, adultos, idosos e famílias em situação de rua são contempladas”, destaca a secretária de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Regina Becker.

A iniciativa é resultado da parceria entre Estado, terceiro setor e empresas que contribuíram com recursos destinados ao fundo do Programa de Incentivo à Inclusão e Promoção Social (Pró-Social), que concede incentivo fiscal para o financiamento de projetos sociais no Estado às empresas, através da renúncia do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), autorizado pelo Executivo Estadual. O recurso, no valor de R$ 4,5 milhões, é proveniente do Fundo Estadual de Apoio à Inclusão Produtiva (Feaip).

Encontro de artistas 

Desde a infância, Igor do Nascimento Silva, 24 anos, é comprometido com a música, em especial o pop. Já fez shows em bares e sempre procurou oportunidades, mas a pandemia silenciou o seu sonho provisoriamente. Desempregado e sem conseguir pagar o aluguel, acabou entrando para as estatísticas e foi morar nas ruas de Caxias do Sul. Logo encontrou acolhimento no PopRua RS.

No local, Igor conheceu Vinicius dos Santos, 31 anos, com trajetória semelhante e a mesma paixão pela música. Juntos, formaram o grupo Nasck Kentaki e tão logo compuseram a primeira canção, Fonte de Amor. Com o apoio do programa, conquistaram uma parceria com o produtor porto-alegrense W Negro para gravar a canção em estúdio profissional. Motivados, criaram um canal no Youtube e uma página no Facebook, na qual pretendem divulgar seu trabalho, uma mistura da MPB, rap, samba-rock e pop-rock.

“Está sendo muito bos a convivência. É um lugar tranquilo, se enquadra nas nossas necessidades. Com a música, queremos mostrar nossa realidade, de onde estamos vindo. Estamos começando e o sonho continua, todas as nossas angústias estão na música”, conta Vinicius. “Nasck significa a paz e a energia, e Kentaki é o quente, o fervor do que estamos sentindo”, complementa Igor.

A ideia é que ambos sigam carreira solo e estão se programando para compor o primeiro EP. “Eu corro atrás toda hora. Não tem desculpa para não conseguir as coisas, a gente consegue o que a gente quer. É só questão de tempo e tudo vai melhorar”, disse Vinicius.

Por meio do PopRua RS, ele já conseguiu realocação no mercado de trabalho formal no setor de embalagem de uma empresa da indústria metalúrgica. “Perdi minha casa, fiquei vários dias na rua passando fome e frio. Nunca deixei de cantar, a música pra mim é tudo. Nunca vou parar até conseguir o que eu quero, que é cantar em vários lugares e viver da música.” Igor está sendo incentivado pelo amigo a atualizar seus documentos e compor seu currículo para buscar uma oportunidade de trabalho.

Ampliação do programa

A secretária Regina Becker fez uma visita in loco à sede do programa, em Caxias do Sul, onde os músicos apresentaram a música autoral. “É muito bacana saber que as estratégias de intervenção propostas pelo governo possibilitam o atendimento às demandas mais básicas, mas também proporcionam momentos de criatividade através dos laços criados. Agradeço também à equipe pelo trabalho exemplar desenvolvido aqui”, destaca. A presidente do Instituto Elisabetha Randon, Maurien Helena Randon Barbosa, também esteve presente e conversou com a secretária. O Grupo Randon foi um dos que aportou recursos no Pró-Social, direcionados ao programa.

Conforme Regina, há planos de ampliação do PopRua RS em mais cinco cidades gaúchas, que serão definidas nos próximos dias de acordo com o RS Seguro, programa transversal e estruturante da Secretaria de Segurança Pública e que atua com foco territorial em áreas com indicadores de maior vulnerabilidade socioeconômica.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Regiões de Santa Rosa, Ijuí e Passo Fundo poderão ter medidas mais restritivas no enfrentamento a pandemia da covid
Em teste para Tóquio, Brasil mantém embalo e faz 3 a 0 sobre a Rússia
Deixe seu comentário
Pode te interessar