Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Light Rain

Rio Grande do Sul Presidente da Assembleia defende uso de máscaras no combate ao coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Máscara seria mais uma medida de precaução para buscar o retorno gradual das atividades.

Foto: Reprodução
Máscara seria mais uma medida de precaução para buscar o retorno gradual das atividades. (Foto: Reprodução)

Como mais uma forma de prevenção ao coronavírus no Rio Grande do Sul, o presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP), defende o uso de máscaras por toda a população. A fala ocorreu na noite dessa quinta-feira (9) durante videoconferência na qual o governador Eduardo Leite (PSDB) apresentou aos deputados estaduais dados atualizados sobre os impactos da Covid-19, principalmente na saúde e na economia gaúcha.

Polo sugeriu ao Executivo a criação de uma campanha para incentivar o uso de máscaras por toda a população gaúcha: “A máscara tem dupla finalidade: evita a disseminação do vírus e também a contaminação. Esta seria mais uma medida de precaução para buscar o retorno gradual das atividades, além de proporcionar ao setor da indústria têxtil e calçadista uma alternativa para gerar empregos. Inclusive, já levamos ao governador a necessidade de zerar o ICMS sobre esses produtos, que hoje não existe fabricação aqui. Precisamos dar competitividade para a produção local frente aos importados”, analisou.

O parlamentar ​destacou ​ainda ​que o objetivo é manter o foco no cuidado com a saúde e a vida da população e, com equilíbrio, critérios e regras, por meio de protocolos, buscar uma retomada gradativa do setor produtivo, nas áreas do comércio, serviços e indústria. O tema vem sendo tratado desde 26 de março pelo Fórum de Combate ao Colapso Social e Econômico do Rio Grande do Sul, grupo formado por parlamentares e líderes de mais de 20 entidades do setor empresarial.

A necessidade de seguir com as ações na área da saúde e a preocupação com o aumento da taxa de desemprego também foram manifestadas pelo presidente da Assembleia: “Tenho recebido dezenas de ligações de empreendedores e prefeitos de municípios do interior do Estado relatando aumento do desemprego em decorrência do fechamento de pequenas e médias empresas. A situação é dramática”, lamentou. O presidente citou o exemplo da cidade de Santa Rosa, que, segundo uma projeção da Associação Comercial Industrial, Serviços e Agropecuária, presidida por Odaylson Eder, até 15 de abril, serão mais de mil desempregados. “O desemprego compromete o bem-estar das famílias, aumenta a violência, gerando mais criminalidade e colocando em risco a vida de todas as pessoas.”

Ao final da reunião, o governador sinalizou que está analisando o documento entregue terça-feira (7) pelo parlamentar, juntamente com os presidentes da Fecomércio, Luiz Carlos Bohn; da Fiergs, Gilberto Petry; da Federasul, Simone Leite; e do Lide-RS, Eduardo Fernandez. Trata-se de um protocolo de funcionamento dos estabelecimentos comerciais elaborado pela Fecomércio, a partir das reuniões do Fórum de Combate ao Colapso Social e Econômico, com objetivo de orientar empresários do setor de comércio, serviços e turismo sobre formas de evitar o contágio do coronavírus dentro dos estabelecimentos, com destaque para a intensificação do uso de máscaras: “Estamos avaliando as sugestões expostas no protocolo. Vamos seguir coletando informações para fazer um cruzamento de dados, visando uma retomada segura e respaldada pela ciência”, finalizou Leite.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Contra covid-19, governo gastou R$ 703,6 mi com dispensa de licitação
Brasil ultrapassa mil mortes por coronavírus e chega a quase 20 mil casos confirmados da doença
Deixe seu comentário
Pode te interessar