Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

Polícia Preso o suspeito de matar um taxista a facadas em Montenegro

Compartilhe esta notícia:

Polícia apreendeu roupas com marcas de sangue na casa do suspeito

Foto: Polícia Civil/Divulgação
Polícia apreendeu roupas com marcas de sangue na casa do suspeito. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira, (14), um homem de 27 anos suspeito da matar a facadas um taxista em Montenegro, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Marcelino André da Silveira de 53 anos, foi morto na madrugada do último domingo (11). O corpo foi encontrado em Alfama, localidade do interior de Montenegro. Já o táxi foi abandonado no bairro Santo Antônio, próxima da área central da cidade.

De acordo com a polícia, o suspeito já responde por tentativa de latrocínio contra um motorista de aplicativo em maio de 2019. No momento da prisão, no ano passado, ele teria confessado o crime justificando ter cometido em “um momento de bobeira”.

Segundo o delegado responsável pelo caso, André Roese, as circunstâncias dos dois crimes são idênticas. “[Em 2019] Ele pediu a corrida para local remoto do interior, atacou o motorista com diversas facadas na região do pescoço e abdômen, deixou a vítima para morrer e levou o veículo, que abandonou dentro da cidade, no caso, São Leopoldo. Naquela ocasião, a vítima só não morreu por ter sido salva por moradores próximos ao local, tendo reconhecido o suspeito, que foi indiciado por tentativa de latrocínio. Modus operandi idêntico”, destaca.

A polícia também cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do homem, onde foram apreendidas roupas com suspeita de conter marcas de sangue. Ainda segundo a polícia, a casa do homem possui acesso próximo ao local onde foi abandonado o táxi da vítima, além dele trabalhar com o corte de mato na região onde foi encontrado o corpo. A polícia segue investigando o caso como latrocínio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Mais de 9,7 milhões de trabalhadores brasileiros já tiveram jornada reduzida ou contrato suspenso durante a pandemia
Motoristas devem ter atenção para mudanças no entorno da trincheira da Cristóvão Colombo, em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar