Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Polícia Presos responsáveis por roubo a banco em Novo Barreiro

Compartilhe esta notícia:

Material usado pelos criminosos na ação.

Foto: 39BPM/Divulgação
Material usado pelos criminosos na ação. (Foto: 39BPM/Divulgação)

Após horas de cerco policial, a Brigada Militar prendeu nesta terça-feira (4) cinco criminosos que assaltaram um banco em Novo Barreiro na segunda-feira (3). Também foram presas mais duas pessoas que também estariam envolvidas na ação.

Segundo a corporação, o 39° Batalhão de Polícia Militar recebeu a informação da ação ainda na segunda-feira e iniciou as buscas. Na localidade de Linha Biriva, os policiais se depararam com três veículos, um deles usado pelos criminosos na ação, e conseguiram prender dois deles.

O restante do bando fugiu em direção a uma mata, onde ficaram escondidos e cercados pelos policiais militares do 39° Batalhão de Polícia Militar, 37° BPM, 38° BPM, 3° Batalhão de Polícia de Choque, Batalhão de Aviação da Brigada Militar, profissionais de inteligência e BOPE (Batalhão de Operações Especiais).

A ocorrência encerrou após horas de cerco e um saldo de cinco presos, além de apreensões de revólveres, pistolas, grande quantidade de munições, sete celulares, coletes balísticos, um radio comunicador e mais de R$ 114 mil.

Com apoio da Polícia Civil de Palmeira das Missões, também foi cumprido um mandado de busca e apreensão que resultou na prisão de mais um homem, cunhado de um dos suspeitos, que auxiliaria o bando na fuga do local. Outro homem, que também estaria envolvido, foi preso portando uma arma após roubar uma motocicleta no interior de Nova Ramada.

Segundo a Brigada Militar, o assalto não fez uso do chamado “novo cangaço“. De acordo com o subcomandante-geral da BM, coronel Vanius Cesar Santarosa, no entanto, a pronta resposta vai ao encontro da Operação Angico e do objetivo de coibir ações desta modalidade.

“A Operação Angico atua em três grandes eixos, sendo o primeiro deles impedir que explosivos cheguem nas mãos do criminoso, o segundo são ações cirúrgicas com a prisão destes criminosos que estejam em liberdade e o terceiro é o reforço dos cinco batalhões de choque, viaturas reforçadas, efetivo bem armado nos municípios que são analisados pela inteligência como prováveis alvos das ações,” concluiu.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Recuperado do coronavírus, o governador gaúcho anunciou a retomada de sua agenda de compromissos presenciais
Justiça encerra interdição da Cadeia Pública de Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar