Quinta-feira, 13 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Polícia Presos três suspeitos da morte de casal desaparecido em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha

Compartilhe esta notícia:

Corpos das vítimas foram encontrados neste domingo na mesma região onde havia sido localizado veículo incendiado

Foto: Polícia Civil/Divulgação
Corpos das vítimas foram encontrados neste domingo na mesma região onde havia sido localizado veículo incendiado. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Três suspeitos da morte de casal desaparecido em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, foram  presos neste domingo (11). O casal havia desaparecido há uma semana na localidade de Santa Lúcia do Piaí.

Na noite de domingo, o delegado Luciano Righes Pereira anunciou a descoberta dos corpos das vítimas, de 37 e 28 anos, durante a tarde e a prisão dos três suspeitos do crime, que devem ser indiciados por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

As armas de fogo usadas nas execuções foram também apreendidas. As vítimas foram levadas a residência por indivíduos que invadiram a propriedade. Tiros teriam sido desferidos e manchas de sangue ficaram no local.

O automóvel do casal, um Chevrolet Onix, de cor vermelha, já tinha sido localizado totalmente incendiado na última quinta-feira na Estrada de Caravaggio da 6ª Légua, no matagal em uma trilha de motocross, nas proximidades da ponte do rio Piaí. Já os corpos foram encontrados na tarde de domingo no meio do mato de uma ribanceira de uma estrada vicinal, na mesma região onde foi achado o veículo.

O resgate dos corpos mobilizou os agentes da Draco, Corpo de Bombeiros Militar e Brigada Militar, além de familiares das vítimas. Houve necessidade do uso da técnica de rapel para chegar até o local onde estavam as vítimas. O IGP (Instituto-Geral de Perícias) também esteve presente na área.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Vacinação contra a Covid-19 em Porto Alegre: tire suas dúvidas
Mercado financeiro aumenta a estimativa de inflação no Brasil para 4,85% em 2021 e prevê alta menor do PIB
Deixe seu comentário
Pode te interessar