Segunda-feira, 12 de Abril de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Cloudy

Economia Produção industrial brasileira cresce pelo nono mês consecutivo

Compartilhe esta notícia:

Em 12 meses, o setor ainda acumula uma queda de 4,3%

Foto: José Paulo Lacerda/CNI
O levantamento foi realizado pela Confederação Nacional da Indústria. (Foto: José Paulo Lacerda/CNI)

A produção industrial brasileira cresceu 0,4% em janeiro em relação a dezembro. Essa foi a nona alta seguida na comparação com o mês imediatamente anterior, mas a menor taxa desde abril. Em 12 meses, o setor ainda acumula uma queda de 4,3%.

Em relação a janeiro de 2020, a indústria avançou 2%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (05) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Diante dos efeitos da pandemia de coronavírus, o setor fechou o ano passado com um tombo de 4,5%.

A alta de 0,4% verificada em janeiro alcançou duas das quatro grandes categorias econômicas e 11 dos 26 ramos pesquisados. Entre as atividades, a principal influência positiva foi dos produtos alimentícios, com avanço de 3,1%, eliminando parte da redução de 11% acumulada nos três últimos meses de 2020.

Outras contribuições positivas importantes sobre o total da indústria vieram de indústrias extrativas (1,5%), de produtos diversos (14,9%), de celulose, papel e produtos de papel (4,4%), de veículos automotores, reboques e carrocerias (1%) e de móveis (3,6%).

Por outro lado, entre as 14 atividades em queda, metalurgia (-13,9%) exerceu o principal impacto negativo no mês, interrompendo seis meses de taxas positivas consecutivas e que acumularam expansão de 59% nesse período.

Entre as grandes categorias econômicas, bens de capital cresceu 4,5% em janeiro, marcando o nono mês seguido de alta e acumulando nesse período avanço de 148,4%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Duzentos quilos de peixe sem refrigeração são apreendidos no Vale do Taquari
Prédio doado pelo Ministério Público à Polícia Civil reunirá delegacias da Mulher e da Criança em Passo Fundo
Deixe seu comentário
Pode te interessar