Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
11°
Fair

Mundo Protestos na Colômbia: o que o cenário sem precedentes indica sobre o futuro do país

Compartilhe esta notícia:

Apesar da violência, a Colômbia é um país reconhecido pela estabilidade econômica e política. Mas isso parece estar mudando.

Foto: Reprodução/Alberto Fernández

Polícia e estações de transporte incendiadas. Estradas interrompidas por diversos dias. Escassez de produtos. Um número desconhecido de mortos e desaparecidos. Um estado de incerteza e nervosismo agudo.

A Colômbia viveu muitos momentos delicados ao longo de sua traumática história, mas agora parece estar trilhando um caminho desconhecido em pelo menos três áreas diferentes: o protesto social, a economia e a representação política.

Houve momentos importantes no passado que marcaram a história da Colômbia, como a onda de violência que antecedeu a assinatura da Constituição de 1991 ou os tumultos de 1948 após o assassinato do candidato Jorge Eliécer Gaitán que deram origem a grupos de guerrilha no país.

O desfecho da crise atual é desconhecido e por isso é difícil fazer comparações sobre sua relevância histórica. Será que podemos estar assistindo a um divisor de águas semelhante?

O que parece claro, segundo especialistas consultados pela BBC News Mundo, é que a situação atual é inédita. E isso se explica muito porque o processo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) em 2016 abriu uma caixa de Pandora de demandas e problemas que antes eram estavam fora do alcance dos colombianos por causa da guerra.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Organização Mundial da Saúde pede que pessoas idosas e do grupo de risco sejam vacinadas antes das crianças
União Química cita diferenças de protocolos entre Brasil e Rússia, mas defende eficácia da Sputnik V
Deixe seu comentário
Pode te interessar