Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Fair

Mundo Ronaldinho Gaúcho e o seu irmão estão perto de recuperar liberdade no Paraguai

Compartilhe esta notícia:

ronaldinho
Ex-jogador foi preso no Paraguai no início do ano. (Foto: Reprodução)

O ex-jogador de futebol brasileiro Ronaldinho Gaúcho, em prisão domiciliar no Paraguai, pode deixar o país na próxima semana depois da decisão da promotoria de suspender as investigações contra ele por uso de passaporte paraguaio com conteúdo falso, informaram fontes judiciais.

Uma junta de quatro promotores paraguaios recomendou ao juiz encarregado do caso a “suspensão condicional de prova” com a condição de que pague a quantia de 90.000 dólares para reparar os danos causados, antes do estabelecimento de domicílio no Brasil e comparecimento perante um juizado do país a cada três meses no período de um ano.

O magistrado à frente do caso, Gustavo Amarilla, disse à imprensa local que examinará o relatório do promotor antes de convocar Ronaldinho e seu irmão, Roberto de Assis Moreira, para impor-lhes as penas. Os dois completaram na sexta-feira (7) cinco meses de prisão, quatro em reclusão domiciliar em um hotel de quatro estrelas no centro de Assunção.

O ex-craque do Grêmio, Barcelona, Paris Saint Germain e Milan, entre outros clubes, se recusou a falar com a imprensa, mas falou uma única vez com jornalistas do jornal local ABC. “Não se detectou nenhum elemento que comprove que Ronaldo de Assis Moreira tenha tido participação direta no planejamento para a obtenção de documentos irregulares, o que não o exime de responsabilidade”, sugere o informe da promotoria.

A expectativa da pena de privação de liberdade para o pentacampeão do mundo é de dois anos e recomenda-se que seja submetido a um período de testes de um ano “para dar satisfação sobre o delito cometido”. O petitório se estende a Roberto de Assis Moreira, a quem se atribui a responsabilidade na obtenção dos passaportes utilizados em sua entrada em Assunção em 4 de março.

Ronaldinho foi ao Paraguai atender a uma agenda com uma fundação de assistência a crianças pobres do interior do país e inaugurar um cassino administrado por um empresário brasileiro.

Homenagens

Único filho de Ronaldinho Gaúcho, João Mendes já está na contagem regressiva para reencontrar o pai. O jovem de 16 anos, que dá seus primeiros passos no futebol, atuando na categoria de base do Cruzeiro, postou uma imagem do ex-jogador em seu Instagram e escreveu: ‘Vem, te amo muito”. João está há pelo menos cinco meses sem ver Ronaldinho, que está preso no Paraguai, com o irmão Roberto de Assis, desde o início de março.

Na semana passada, Nego do Borel usou suas redes sociais, para homenagear Ronaldinho Gaúcho, que foi preso no Paraguai em meados de março, junto com o irmão, Roberto Assis. O cantor publicou uma foto do ex-jogador com um texto para lá de carinhoso.

“Quem tem saudades de ver esse cara jogando? Saudade de você, meu amigo. Vem logo para o nosso país. Saudade de ver você lá na sua casa jogando aquele dominó, com os coroas cheio de cachaça cantando samba no condomínio, sem deixar ninguém dormir. Máximo respeito por você, Ronaldinho, ídolo pra sempre, joga demais, coração enorme. Forças, R10, estamos com você, meu parceiro”, escreveu. Nos comentários, diversos fãs concordaram com o cantor, dentre eles o rapper PK, que fez questão de elogiar. “O melhor de todos os tempos”, declarou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Coronavírus: nunca na História se aprendeu e se produziu tanto na ciência em tão pouco tempo
A Alemanha tem o seu terceiro dia seguido com mais de mil casos do coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar