Domingo, 26 de maio de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
11°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Economia Saiba por que o dólar está causando caos nos mercados emergentes

Compartilhe esta notícia:

O grande vento favorável por trás da moeda americana tem sido o "excepcionalismo" dos EUA. (Foto: Freepik)

As moedas dos mercados emergentes despencam este ano, à medida que o dólar se fortalece cada vez mais.

A moeda de Taiwan caiu para o nível mais baixo em quase oito anos esta semana, a rupia da Índia caiu para uma baixa recorde e o ringgit da Malásia está perto do patamar mais fraco desde a crise financeira asiática em 1998.

Quase todas as 23 principais moedas de países em desenvolvimento caíram em relação ao dólar este ano.

* O que está por trás da recuperação do dólar este ano?

O grande vento favorável por trás do dólar tem sido o “excepcionalismo” dos EUA. Embora grande parte da economia mundial registre apenas um crescimento moderado, os dados americanos, desde o emprego, às vendas do varejo e à inflação, superaram frequentemente as previsões dos analistas.

Isto levou os investidores a reduzirem as apostas nos cortes das taxas de juro pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), o que ajudou a impulsionar os ganhos do dólar. O Bloomberg Dollar Spot Index, que acompanha a moeda dos EUA em relação a 12 dos seus principais pares, subiu mais de 4% este ano.

* Por que as moedas dos mercados emergentes têm caído?

A fúria do dólar e a perspectiva de taxas de juros mais altas durante mais tempo nos EUA têm sido os principais impulsionadores. O limite superior do índice de referência do Fed está atualmente em 5,5%, o que significa que os investidores podem obter retornos atrativos ao deter dólares sem necessitarem de correr o risco cambial de enviar fundos para mercados emergentes.

Embora algumas nações em desenvolvimento ofereçam uma vantagem de rendimento em relação aos EUA, em muitos casos está diferença está diminuindo. No início do ano passado, a taxa básica de juros do Brasil era de 13,75%, a do Chile era de 11,25% e a da Hungria era de 13%. Desde então, os bancos centrais das três economias reduziram coletivamente as suas taxas de juros em mais de 12 pontos percentuais.

* Por que as moedas asiáticas têm sido particularmente vulneráveis?

As moedas asiáticas sofreram algumas das maiores quedas este ano, em grande parte porque as taxas dos bancos centrais da região são mais baixas do que na maioria dos outros mercados emergentes. O valor de referência da Malásia, por exemplo, está 2,5 pontos percentuais abaixo das taxas do Fed. As taxas equivalentes na Tailândia, Coreia do Sul, Taiwan e China também estão abaixo das dos EUA.

Embora os formuladores de política monetária dos EUA tenham aumentado os custos dos empréstimos ao longo dos últimos dois anos, o banco central da China tem flexibilizado sua política para apoiar a sua economia hesitante. Isto fez com que o yuan ficasse sob pressão constante, e isso também se repercutiu em outras moedas asiáticas, especialmente nas da Coreia do Sul e de Taiwan, que têm ligações econômicas estreitas com a China.

* O que estão os bancos centrais asiáticos estão fazendo para apoiar as suas moedas?

As expectativas crescentes de que as taxas dos EUA se manterão elevadas dissuadiram os bancos centrais asiáticos de reduzirem os seus próprios índices de referência devido a receios sobre a potencial fraqueza da moeda.

Os decisores políticos de toda a região também liberaram uma série de ferramentas para reforçar as suas moedas. A China tem utilizado a sua fixação diária da moeda para apoiar o yuan, enquanto os bancos estatais têm procurado impulsionar a moeda através da venda de dólares.

O Banco da Indonésia recorreu às suas reservas cambiais para comprar rupias, enquanto o banco central da Malásia tem incentivado as empresas ligadas ao Estado a repatriarem rendimentos de investimento estrangeiro e a convertê-los em ringgit.

Mas os bancos centrais sabem que estão caminhando numa linha tênue. Se esgotarem as reservas cambiais demasiado rapidamente, isso poderá levantar preocupações sobre a sua estabilidade financeira a longo prazo. Até o Banco do Japão, que tem bastante poder de fogo para defender o iene, só interveio diretamente no mercado três vezes em 2022 para sustentar a sua moeda.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Dólar fecha em queda. É hora de comprar ou vender a moeda
Imposto de Renda: saiba como declarar filhos e netos como dependentes
https://www.osul.com.br/saiba-por-que-o-dolar-esta-causando-caos-nos-mercados-emergentes/ Saiba por que o dólar está causando caos nos mercados emergentes 2024-04-17
Deixe seu comentário
Pode te interessar