Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fog

Agro Secretaria da Agricultura do RS monitora o deslocamento da nuvem de gafanhotos que está na Argentina

Compartilhe esta notícia:

Fiscais agropecuários monitoram a fronteira com a Argentina em Barra do Quaraí

Foto: Divulgação/Seapdr
Fiscais agropecuários monitoram a fronteira com a Argentina em Barra do Quaraí. (Foto: Divulgação/Seapdr)

A nuvem de gafanhotos que está na província argentina de Entre Ríos, a 110 quilômetros de Barra do Quaraí, na fronteira com a Argentina, tem sua movimentação acompanhada por fiscais agropecuários da Seapdr (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do RS).

As temperaturas elevadas no Estado propiciam maior mobilidade dos gafanhotos. “Estamos monitorando a região da fronteira com a Argentina e em contato direto com o Ministério da Agricultura e com o governo argentino para verificar o tamanho e a velocidade de deslocamento da nuvem. Temos 11 fiscais envolvidos nesta tarefa”, informou Ricardo Felicetti, chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr.

De acordo com nota divulgada pelo Ministério da Agricultura, “a previsão é de que os insetos continuem a se movimentar para o Sul e que os ventos se mantenham na direção Norte-Sul, indicando uma provável direção da nuvem rumo ao Uruguai”.

Conforme o secretário Covatti Filho, neste momento, o Plano Operacional da Secretaria da Agricultura está na fase de vigilância e monitoramento. Mas, caso haja a entrada da nuvem no Rio Grande do Sul, as equipes devem agir rapidamente para executar as medidas de controle fitossanitário.

“Caso a nuvem chegue ao Estado, a estimativa é de grandes prejuízos para os produtores, e as ações de contenção devem ser tomadas rapidamente para minimizar os impactos”, afirmou Covatti.

RS e Santa Catarina estão em estado de emergência fitossanitária desde 25 de junho por determinação do Ministério da Agricultura. A medida é preventiva e deve durar um ano.

Os produtores rurais podem obter mais informações sobre a nuvem de gafanhotos pelo e-mail vigifito@agricultura.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 3288-6289.

Terceira nuvem

O governo da Argentina anunciou na tarde desta terça-feira (21) que localizou uma terceira nuvem de gafanhotos. A onda de insetos foi encontrada na região de Formosa, próxima ao Paraguai.

Já no início da noite, a nuvem se moveu para General Güemes, na Província Del Chaco, informou o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) argentino.

Segundo o órgão, uma equipe de técnicos vai monitorar nesta quarta-feira (22) a onda de insetos na região.

Até o momento são 3 nuvens de gafanhotos localizadas na América do Sul, sendo 2 na Argentina e 1 no Paraguai.

Uma segunda nuvem de gafanhotos no continente se encontra na região sul do Chaco do Paraguai, área que faz divisa com Argentina e Bolívia. A estimativa de técnicos é que os insetos também entrem em território argentino nos próximos dias.

Nos dois casos, há conversa entre especialistas paraguaios e argentinos sobre o deslocamento das nuvens.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

Ministro interino da Saúde confirma o envio de mais cem respiradores para o Rio Grande do Sul
Campanha arrecada equipamentos eletrônicos para crianças e adolescentes de abrigos de Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar