Quarta-feira, 08 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Cloudy

Mundo Três cientistas que criaram máquinas moleculares conquistam o Prêmio Nobel de Química

Compartilhe esta notícia:

Francês, britânico e holandês foram premiados (Foto: Divulgação)

O francês Jean-Pierre Sauvage, 71 anos, o britânico James Fraser Stoddart, 74, e o holandês Bernard Feringa, 65, conquistaram nesta quarta-feira (05) o Prêmio Nobel de Química de 2016 pelo desenvolvimento de máquinas moleculares.

Os cientistas foram escolhidos pela Academia Real Sueca de Ciências por terem construído dispositivos capazes de reproduzir os movimentos que as células realizam em condições naturais, algo que pode revolucionar o setor de nanotecnologia.

“Esse prêmio é sobre as menores máquinas do mundo”, disse Goran K. Hansson, secretário-geral da Academia Real de Ciências da Suécia, ao anunciar a distinção. As máquinas moleculares são estruturas tão pequenas que um fio de cabelo tem uma espessura cerca de mil vezes maior do que elas.

Os três premiados abriram caminho para criar dispositivos cada vez menores. Sauvage trabalha na Universidade de Estrasburgo, na França; Stoddart, na Universidade Northwestern, nos Estados Unidos; e Feringa, na Universidade de Groningen, na Holanda.

Esse é o terceiro Nobel entregue neste ano, após o de Medicina, dado ao o japonês Yoshinori Ohsumi, e o de Física, ao trio de cientistas britânicos David Thouless, Duncan Haldane e Michael Kosterlitz. Na sexta-feira (07), será anunciado o vencedor do Nobel da Paz e, no dia 13 de outubro, o do Nobel de Literatura. (ANSA)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Mega-Sena pode pagar R$ 3 milhões nesta quarta-feira
Polícia italiana prende mafioso que estava na lista dos cem criminosos mais procurados do mundo
Deixe seu comentário
Pode te interessar