Domingo, 20 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Fair

Notícias Uma força-tarefa estadual acompanhará a situação nos municípios gaúchos atingidos pelas chuvas

Compartilhe esta notícia:

Mais de 6 mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas em 14 cidades. (Foto: Arquivo/Defesa Civil-RS)

O governador gaúcho Eduardo Leite recebeu no Palácio Piratini, na tarde dessa segunda-feira, representantes de municípios atingidos pelas chuvas, temporais, vendavais e quedas de granizo que têm atingido diversas áreas do Rio Grande do Sul desde a semana passada. Ficou definido que uma força-tarefa acompanhará a situação.

De acordo com o mais recente boletim informativo da Defesa Civil do Estado, são 14 cidades atingidas, com mais de 6 mil pessoas desabrigadas (sem ter para ir, precisando permanecer em ginásios, por exemplo) ou desalojadas (deslocadas para casas de parentes ou amigos).

Depois de ouvir as demandas, que se concentram principalmente na doação de telhas e no empréstimo de maquinário, o chefe do Executivo garantiu que os prefeitos podem contar com o apoio do Estado. Ele determinou que os secretários Covatti Filho (Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural) e José Stédile (Obras e Habitação), além do coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Júlio César Rocha Lopes, atuem em conjunto para dar continuidade à conversa com os prefeitos.

“A burocracia existe para evitar que os recursos destinados a essas causas emergenciais sejam mal utilizados, mas também não podemos permitir que a burocracia ultrapasse os limites do razoável”, ressalvou Leite na ocasião.

Reconstrução

Depois de ter prestado ajuda emergencial aos municípios, a Defesa Civil deve começar, agora, a ajudar na reconstrução de estradas e de vias que foram destruídas. O coronel Rocha Lopes informou que os prefeitos ainda devem fazer o levantamento detalhado dos estragos para identificarmos as necessidades:

“Estaremos trabalhando em força-tarefa e queremos também fazer parceria com as companhias Corsan [água e saneamento] e com a CEEE [energia elétrica] para que essas cidades possam voltar à normalidade o mais rápido possível”.

Desde que a chuva começou a fazer estragos, a Defesa Civil tem enviado ajuda humanitária, que consiste em lonas, cestas básicas, cobertores e peças de roupas, além de ter auxiliado na desobstrução de vias, com remoção de postes e de árvores caídos.

Na reunião, estiveram presentes o presidente da Assembleia Legislativa, Luís Augusto Lara, seus colegas Pedro Pereira e Frederico Antunes (líder do governo do Estado na Assembleia Legislativa), o deputado federal Afonso Hamm, os prefeitos Mário Augusto de Freire Gonçalves (Dom Pedrito), Gerhard Martens (Aceguá) e Adriano Castro dos Santos (Candiota), além do do secretário-chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, presidente da Federarroz (Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul), Alexandre Velho.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

A criptografia de ponta a ponta do WhatsApp não é infalível e pode colocar em risco as mensagens dos usuários
Conheça quatro formas de silenciar pessoas inconvenientes no Facebook
Deixe seu comentário
Pode te interessar