Últimas Notícias > Notícias > Geral > Um novo golpe envolvendo o aplicativo que envelhece as pessoas engana milhares

Suspeito de planejar o massacre em escola é ouvido em audiência

Suspeito de participar do planejamento do Massacre em Suzano é escoltado pela polícia (Foto: REuters/Ueslei Marcelino/Direito)

Durante cerca de seis horas foram ouvidas 13 testemunhas, entre acusação e defesa, além do menor de 17 anos, que retornou para a unidade da Fundação Casa, onde está internado. Uma nova audiência foi marcada para o dia 4 de abril e o caso está em segredo de Justiça.

O jovem é acusado pelo Ministério Público e pela Polícia Civil de participar do planejamento da chacina ocorrida na Escola Raul Brasil, em Suzano(SP), na manhã do dia 13 de março. O advogado do menor, Marcelo Feller, disse não poder divulgar detalhes do processo, mas insiste que ele teria “fantasiado” o crime e que não ajudou na execução do massacre.

Dez pessoas morreram no ataque, incluindo os dois atiradores, e 11 ficaram feridas. Anderson Carrilho de Brito, 15 anos, segue internado no Hospital das Clínicas, em São Paulo, em situação estável.

 

Deixe seu comentário: