Últimas Notícias > Fama & TV > Celebridades > Anitta posta música e fotos com Vitão após rumor de romance

Adriano Imperador é acusado de agredir um promoter em uma boate

Adriano negou que tenha tentado agredir o promoter. (Foto: Reprodução/Instagram)

Fora dos campos, Adriano Imperador se envolveu em mais uma polêmica, que terminou em caso de polícia. A confusão da vez aconteceu na madrugada do último domingo para a segunda-feira, dentro da boate Vitrinni Lounge, na Barra, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Segundo um boletim de ocorrência feito na 16ª DP (Barra) pelo promoter Yuri Monteiro, de 27 anos, Adriano teria tentado agredi-lo e foi contido por amigos e seguranças do local. O Imperador ainda teria jogado um copo no rapaz e feito ameaças, dizendo: “Eu vou te pegar. Não tem (Lei) Maria da Penha para viado”. A queixa foi registrada como ameaça.

De acordo com o autor da queixa, o motivo das ameaças seria pelo fato de Yuri ser amigo de Micaela Mesquita, uma ex-namorada de Adriano. À polícia, o promoter informou que teve que deixar a boate pela porta dos fundos por volta das 3h30min da manhã, com medo de ser agredido. A investigação vai pedir para ver as câmeras de segurança do interior da boate.

“Ele tentou me agredir e pediu para os seguranças me tiraram da boate. Nunca fiz nada contra ele. Não tem motivo para ele ter essa raiva de mim. Tudo foi por causa de ciúme de uma ex-namorada, que não tem nada a ver. Estou me sentindo ameaçado e com medo de andar na rua e ele mandar fazer alguma coisa contra mim”, afirmou Yuri ao Extra.

O promoter conta que já frequentou festas na casa de Adriano, mas que nunca foi próximo do jogador. Ele lembra que uma vez Micaela mandou uma foto dos dois juntos, como amigos, para o Imperador: “Acho que ele não gostou de ter visto essa foto e ficou com raiva de mim”. Segundo Yuri, Micaela também estava na boate no dia em que a confusão ocorreu.

O jogador, através de seu advogado, nega a tentativa de agressão: “O Adriano nega que tenha tentado agredir essa pessoa, muito menos ameaçá-lo. Tal fato será facilmente esclarecido na Justiça”, declara o advogado Diogo Souza.

Irmão jogador

Dividido entre objetivo de se formar no exterior e a aventura de tentar repetir nos gramados o sucesso que Adriano, 37 anos, obteve com o futebol, Thiago, 19 anos, irmão caçula do atacante vem curtindo um período de descanso e lazer desde que desembarcou no Rio de Janeiro, em maio deste ano.

Atacante como o irmão, tem 1,79 m, ele jogou nas categorias de base do Flamengo de 2009 a 2013 e teve como companheiro o zagueiro Thuller, que está entre os profissionais do elenco atual. Após completar o primeiro semestre do curso de administração da Saint Vincent College, em Latrobe, na Pensilvânia, ele aproveita as férias da maneira que mais gosta: ao lado da família

“Claro que penso em ser jogador. Se aparecer alguma coisa aqui no Brasil, uma coisa certa, eu volto. Mas se surgir uma oportunidade nos EUA, eu fico por lá mesmo. Já estou levando a minha vida lá. Vou poder estudar, poder jogar”, diz.

Longe da terra natal desde 2016, o irmão do Imperador completou os estudos no Saint Benedict’s Preparatory School, escola católica só para meninos e que é referência no futebol.

O início de 2019 marcou a entrada de Thiago na faculdade, onde cumpriu o primeiro semestre de administração. Apesar de ter mais três anos e meio pela frente para concluir o curso, o futebol segue atrelado a sua rotina. A partir de agosto, junto com o reinício das aulas, ele começa a disputar o campeonato universitário.