Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Brasil chega em Porto Alegre para quartas de final da Copa América

Bolsonaro diz que a ideia de atividades em alusão à 1964 “não foi comemorar, foi rememorar”

O presidente Jair Bolsonaro presidiu a solenidade comemorativa do 211º Aniversário da Justiça Militar da União e entrega de Condecorações da Ordem do Mérito Judiciário Militar. (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Em evento de comemoração dos 211 anos da Justiça Militar, nesta quinta-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro negou que tenha determinado a comemoração dos 55 anos do golpe de 1964 no domingo (31). “Não foi comemorar, foi rememorar, rever o que está errado, o que está certo e usar isso para o bem do Brasil no futuro”, afirmou o presidente.

A fala de Bolsonaro foi diferente da declaração feita pelo porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, na segunda-feira (25). Na ocasião, Barros afirmou à jornalistas que o presidente havia determinado que fossem feitas “comemorações devidas” no dia 31. O general completou dizendo que Bolsonaro não considera que a tomada de poder pelos militares em 1964 foi um golpe.

Deixe seu comentário: