Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Saúde > Indústria farmacêutica testará a primeira vacina contra o HIV

Chefs de Porto Alegre criam pratos exclusivos para os 247 anos da capital

Raviolone Pôr do Sol - Crédito Fábio Mattos

Três renomados chefs da capital gaúcha aceitaram o convite do Zaffari para criar pratos que representam pontos turísticos da cidade, em homenagem ao aniversário de 247 anos de Porto Alegre, celebrado no dia 26 de março. No especial à Semana de Porto Alegre, Vico Crocco, do Crocco Studio Design, Elisa Prenna, do Chicafundó, e Marcelo Gonçalves, da Pâtissier, inspiraram-se, respectivamente, no Pôr do Sol e na Orla do Guaíba, no Monumento dos Açorianos e no Viaduto Otávio Rocha para criar, compor e apresentar suas receitas. Para experimentar os pratos, no entanto, não é necessário ir a nenhum restaurante ou local específico, basta consultar os vídeos de receitas na internet e reproduzir em casa.

Os vídeos e as receitas estão disponíveis no site do Zaffari: www.zaffari.com.br. Todas as receitas foram gravadas com os chefs dentro do Zaffari Hípica, na Zona Sul de Porto Alegre. A ação especial é uma produção interna do Marketing Corporativo do Grupo Zaffari.

Raviolone Pôr do Sol

Vico Croco escolheu o pôr do sol da orla do Guaíba, uma atração dos finais de tarde dos porto-alegrenses e parada obrigatória aos visitantes. Crocco tem a sorte de contemplar esse pôr do sol quase todos os dias, da janela do seu Studio, na Zona Sul, onde dedica-se a receber clientes com suas receitas contemporâneas e também preparar eventos corporativos e pessoais. Traduzindo Porto Alegre no formato de comida, Crocco criou o Raviolone Pôr do Sol, com elementos como o agrião aquático, que nasce em terrenos alagados como as margens do Guaíba, e o ovo de gema mole e cor amarela intensa, representando o sol sobre o lago. A montagem do prato também seguiu os moldes e as configurações do ponto turístico.

Salada de Bacalhau aos Açores

Salada de Bacalhau Aos Açores – Crédito Fábio Mattos

Elisa Prenna elegeu o Monumento dos Açorianos para prestar sua homenagem. O monumento, uma referência aos 60 casais de açorianos que chegaram em Porto Alegre (antigo Porto dos Casais), em 1752, representa, para ela, uma expressão de liberdade e de força. Além disso, na sede administrativa que fica no entorno, Elisa conquistou seu primeiro trabalho; depois, teve oportunidade de conhecer e conviver com o escultor da obra, Carlos Tenius; e, então, descobriu que a estrutura foi inaugurada no mesmo ano do seu nascimento: 1974. A ligação também se intensifica com as origens açorianas de sua família. Com bacalhau e azeite de oliva, ingredientes típicos da culinária portuguesa, ela criou uma Salada de Bacalhau aos Açores agregando um toque único e autêntico: aioli com páprica picante.

Puchero de Ossobuco à Otávio Rocha

Puchero de Ossobuco à Otávio Rocha – Crédito Fábio Mattos

Marcelo Gonçalves, por sua vez, buscou na sua memória afetiva a grande fonte de inspiração: o Viaduto Otávio Rocha, na Av. Borges de Medeiros. Quando era pequeno, circulava muito pelo espaço, visto que morava na região. Inclusive, chegou a andar de bonde elétrico com a sua avó por ali. O apego e a admiração pela obra arquitetônica logo fizeram-no descobrir uma história atrelada ao local. Sobre o Viaduto Otávio Rocha reside o Hotel Everest, onde reza a lenda que, antigamente, o chef da casa preparava puchero para locais e personalidades saborearem. Então, Gonçalves reinventou esse clássico, adicionando pitadas da sua irreverência gastronômica e chamando-o de Puchero de Ossobuco à Otávio Rocha. Diferentemente das receitas tradicionais de puchero, o chef Gonçalves preparou o prato com os ingredientes grelhados, e não em forma de sopão/caldo como normalmente conhecemos; permitindo, assim, que o mesmo seja apreciado em todas as estações do ano, não apenas nos dias frios. Mais uma das suas referências ao Viaduto Otávio Rocha, o qual possui o Passeio das Quatro Estações.

Deixe seu comentário: