Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Uma força-tarefa fiscalizará a utilização irregular de um herbicida no Rio Grande do Sul

FranklinCovey Brasil chega a Porto Alegre e realiza workshop sobre como promover a grandeza nas organizações

“Temos os dados de que cerca de 84% dos executivos consideram a inovação algo importante, mas 92% deles estão insatisfeitos com os resultados obtidos. Este número alto não é culpa dos tempos modernos, mas sim, do jeito em que a inovação está sendo implantada na empresa”, disse Bill Moraes. Foto: Joel Vargas / B.Valle

A oportunidade de participar de um workshop recheado de novas oportunidades, com perguntas que faz pensar, networking com executivos e empresários, acesso a conteúdo de qualidade, além da palestra do vice-presidente da empresa, Bill Moraes, foi o gatilho para o sucesso do encontro ON LEADERSHIP, promovido pela FranklinCovey Brasil, na manhã da última sexta-feira, dia 18, no Iguatemi Business, em Porto Alegre.

Com um público seleto, o workshop abordou a visão da FC sobre liderança, pontuando seus diferenciais. A mentalidade, os papéis do líder frente às mudanças como, transformar estratégia em ação e fazer da inovação e dos meios digitais influenciadores das áreas corporativas, foi um ponto bem destacado por Bill Moraes. “Temos os dados de que cerca de 84% dos executivos consideram a inovação algo importante, mas 92% deles estão insatisfeitos com os resultados obtidos. Este número alto não é culpa dos tempos modernos, mas sim, do jeito em que a inovação está sendo implantada na empresa”, disse Bill Moraes.

Presente em mais de 160 países, a FranklinCovey se posiciona em condição de alerta sobre a falta de novos líderes. Para os de primeiro nível, os chamados “linhas de frente”, a mudança de mentalidade se faz necessária. São práticas na liderança de equipes, uma fase “crítica”, pois é quando os resultados advêm da capacidade de todo um time, não dependente apenas do líder agindo de forma isolada.

“As mudanças são rápidas e acontecem toda hora. Agora não basta só ensinar, precisamos seguir o conceito do adotar, do estar junto com a equipe”. Para Moraes, se falássemos sobre o assunto há alguns anos, ninguém entenderia esta forma de trabalho. Hoje, o mundo dos negócios requer novas atitudes. Essa da adoção é a mais assertiva em questão de resultados, atingindo quase 95% do objetivo.

Os 4 Papéis Essenciais do Líder

Os pilares dos papéis essenciais do líder começam por inspirar confiança, centro de tudo neste processo. Líderes que engajam são aqueles que são modelos de caráter e competência. A confiança é o método mais rápido de se alcançar um objetivo.

Criar uma visão clara dos fatos, ou seja, identificar a real oportunidade de onde e como agir, executar as estratégias, não apenas planejá-las, e entender o potencial da organização, são funções que um líder deve estar preparado para cumprir.

“Resultados de ações é que engajam. Muda-se o comportamento para então os resultados chegarem, não ao contrário”, ressalta o vice-presidente da FranklinCovey Brasil.
Um dos principais papéis do líder é saber escutar. Este ponto está inserido no programa da FranklinCovey Brasil. Quando se age de maneira em que a empatia faz parte da cena, a pessoa se vê valorizada, gerando motivação e desenvolvimento. Essas atitudes criam equipes, e equipes com grandes líderes se tornam vencedoras por diferenciais como esses.

Essa é a cultura vencedora. Ela é construída através de alguns pilares. Desempenho superior e sustentável, clientes leais e colaboradores comprometidos são pontos destacados. Mas ela não ocorre ao acaso. Precisa-se de indivíduos que se comunicam bem e criam sinergia através de proatividade. Grandes líderes que alinham sistemas para que a estratégia possa ser executada e o foco para que as mudanças de comportamento realmente ocorram é um bom caminho.

Por fim, Bill expôs as diferenças que a FranklinCovey Brasil promove nas organizações. “A missão é promover a grandeza na vida das pessoas e das empresas, ajudamos as organizações a atingirem seus objetivos em larga escala, isso requer mudança de comportamento. Essa nossa proposta de mudanças, que nasceu há 30 anos através de livros – hoje conteúdo, métodos e processos – vale para empresas de pequeno porte, como para as grandes também.