Golpe do WhatsApp Plus voltou a circular e pode instalar malwares no seu aparelho celular

É oferecida uma versão aprimorada do mensageiro para Android. (Foto: Reprodução)

De acordo com a empresa de segurança Malwarebytes, o clássico golpe do WhatsApp Plus está voltando a circular com força na internet, fazendo novas vítimas e possivelmente distribuindo malwares. O scam, que circula desde 2015, oferece aos internautas uma versão aprimorada do mensageiro para Android, geralmente batizada simplesmente como “WhatsApp Plus” e sendo identificada por um símbolo azul no lugar do icônico verde.

Para atrair a atenção dos alvos, o arquivo APK descreve algumas vantagens da edição Plus: você pode gerenciar até quatro contas simultaneamente e esconder quaisquer rastros de atividade (incluindo as mensagens de que você está online, escrevendo ou gravando um áudio). O mais incrível é que o software, de fato, parece funcionar direitinho e oferece todas as funcionalidades que promete — o problema é o preço que se paga por isso.

Após analisar o código-fonte do aplicativo, a Malwarebytes percebeu que ele é baseado no Android/PUP.Riskware.Wtaspin.GB, um pacote de “riskware” (software que, embora não seja claramente malicioso, pode representar perigo ao usuário) que já causou certa dor de cabeça antes. Desta vez, o APK parece ter sido construído por um desenvolvedor árabe, visto que a página original que o hospeda está escrita em tal idioma.

É sempre bom ressaltar que, para se ver livre dessa e outra ameaças, é essencial evitar baixar aplicativos fora da Play Store — é muito fácil para um cibercriminoso abrir o arquivo de instalação e modificar os códigos para roubar dados sigilosos dos usuários.

Etiquetas

Embora a ferramenta de marcação de mensagens do WhatsApp, representada pelo botão em formato de estrela, seja uma solução útil para salvar conteúdos importantes compartilhados no mensageiro, ela pode se tornar muito confusa à medida em que uma quantidade enorme de conversas é guardada em um único local.

Em uma possível substituição a esta função, o WhatsApp adicionou uma nova guia em seu site de ajuda que explica com detalhes uma função chamada “Etiquetas”. Assim que a nova atualização com a novidade for liberada, a opção estará disponível ao pressionar por alguns segundos uma mensagem; então, no menu localizado na parte superior, junto aos recursos “responder”, “encaminhar” e “compartilhar”, o item aparecerá.

Nele, o usuário poderá criar até 20 etiquetas diferentes e organizar as conversas mais importantes por categorias, assuntos ou palavras-chave definidos pelo próprio usuário, de forma a garantir mais rapidez, praticidade e conveniência ao navegar pelas mensagens salvas no aplicativo móvel.

Umas vez armazenadas, as mensagens podem ser encontradas por meio da ferramenta de busca, bastando iniciar a procura com o “#” seguido do nome da etiqueta desejada. Além disso, um índice completo com todas as etiquetas adicionadas à conversa também poderá ser acessado a partir do toque na foto do conteúdo ou ícone de grupo.

O WhatsApp ainda não informou quando o novo sistema de etiquetas será implementado no app, mas o mais provável é que a atualização seja liberada de forma gradual.

Outra facilidade: duas contas

Aparelhos celulares com a configuração Dual Chip são extremamente comuns hoje em dia. E os proprietários deste tipo de dispositivo constantemente se perguntam se é possível utilizar duas contas no WhatsApp ao mesmo tempo. Originalmente, o aplicativo não permite que duas contas sejam ativadas simultaneamente em um mesmo telefone. Todavia, existe uma forma de fazer esta artimanha funcionar.

O aplicativo que concede esta possibilidade ao usuário, quando instalado no celular, deixa que dois números de telefone sejam utilizados no serviço. Por meio do programa Parallel Space – Várias Contas, é possível então gerenciar o aparelho Android com dois chips e ativar duas contas no WhatsApp.

Deixe seu comentário: