Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Inteligência dos Estados Unidos diz que ataque a refinarias na Arábia Saudita foi lançado pelo Irã

Menina morta em prédio de SP contava para amigos que apanhava muito da mãe

(Foto: Reprodução Facebook)

A Polícia Civil investiga a morte da adolescente Sarah Fernanda Lage Braz. Os amigos da menina de 15 anos afirmaram que Sarah sempre chegava na escola machucada e reclamava que apanhava muito da mãe. Ela morreu no prédio onde morava na Praia Grande, no litoral de São Paulo, um dia após sair de um abrigo municipal para onde havia sido levada após sofrer violência doméstica por parte da mãe.

Segundo o delegado Sérgio Nassur, ela foi encontrada morta na última semana, após cair do apartamento da família no décimo andar. Ao apurar o caso, a polícia começou a suspeitar que a mãe simulou um suicídio para encobrir o assassinato da filha.

Vídeos obtidos pela polícia após a morte de Sarah mostram ela sendo agredida violentamente pela mãe. Nas imagens, a garota aparece sendo alvos de golpes com pedaço de madeira no quarto e depois no banheiro, enquanto tomava banho. Ainda não se sabe quem gravou, mas a suspeita é que tenha sido irmã caçula da vítima, de 10 anos.

 

 

Deixe seu comentário: