Últimas Notícias > Capa – Magazine > Documentário sobre a vida de Stan Lee deve ser lançado

Moreira Franco é levado para depor na Superintendência da PF

Políticos foram presos na Operação Lava Jato do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O ex-ministro de Minas e Energia, Wellington Moreira Franco, e o ex-coronel da Polícia Militar de São Paulo, João Batista Lima Filho, conhecido como coronel Lima, foram levados na manhã desta sexta-feira (22) para depor na Superintendência da Polícia Federal (PF). Depois de serem presos pela Operação Lava Jato do Rio de Janeiro, os dois passaram a noite na Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói. A decisão foi do juiz Marcelo Bretas e teve como base a delação de José Antunes Sobrinho, dono da Engevix, que afirma ter pago R$ 1 milhão em propina ao ex-presidente Michel Temer.

Na mesma operação, em São Paulo, Temer também foi preso. Ele permanece no mesmo local em que Moreira Franco e o coronel Lima foram levados para prestar depoimento. O ex-presidente chegou ontem à noite e já recebeu a visita de Carlos Marun, ex-ministro do governo dele. Na saída do encontro, Marun disse que o ex-presidente está triste, porém mantém a confiança na Justiça. Como afirmado pelo ex-colega, Temer considera a prisão improcedente.

Hoje, o ex-presidente prestará depoimento aos integrantes da Força Tarefa da Operação Lava Jato. No Tribunal Regional Federal da 2ª Região, há previsão do desembargador Ivan Athié avaliar o pedido de habeas corpus, mas a assessoria do Tribunal ainda não tem registro do pedido de soltura para o ex-ministro.

Deixe seu comentário: