Últimas Notícias > Colunistas > Fatos históricos do dia 16 de julho

Pílula anticoncepcional pode não funcionar em algumas mulheres, afirma estudo

Parte significativa de mulheres jovens tem trocado esse método por outras formas de contracepção. (Foto: Pixabay)

Já é comprovado que não existe nenhum método 100% seguro para evitar uma gravidez, mas a ciência acaba de provar, pela primeira vez, que algumas mulheres podem engravidar mesmo tomando a pílula anticoncepcional diariamente. Um estudo realizado na Escola de Medicina da Universidade do Colorado e publicado na revista “Obstetrics and Gynecology”, nos Estados Unidos, mostrou que isso acontece por conta de um gene no DNA feminino que pode “sabotar” a eficácia da pílula, sem que a mulher sequer tenha ideia da situação.

O estudo coletou o DNA de 350 mulheres que usavam um implante contraceptivo colocado sob a pele do braço, que libera o hormônio progestagênio no organismo para impedir a ovulação. A partir disso, o grupo examinou as seções do DNA conhecidas por atuarem na regulação hormonal das mulheres. De acordo com o resultado da pesquisa, 5% das participantes carregavam uma forma diferenciada do gene CYP3A7*1C, responsável por quebrar os hormônios liberados por contraceptivos.

Aaron Lazorwitz, um dos autores do estudo, explica que essa enzima quebra os hormônios de controle da natalidade e pode colocar as mulheres em um risco maior de gravidez durante o uso de contraceptivos. Segundo a estimativa da pesquisa, uma em cada 20 mulheres podem possuir esse traço genético diferenciado. Loucura né?

Deixe seu comentário: