Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Carteira de Trabalho em papel deixará de ser emitida no Rio Grande do Sul a partir de 13 de dezembro

Polícia busca criminosos que assaltaram ônibus com excursão gaúcha que ia para São Paulo

Um vigilante foi morto a tiros em ataque. (Foto: Divulgação/PRF-SC)

A Polícia Civil no Paraná, com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar, faz buscas a oito criminosos que atacaram dois ônibus de excursão de compras que partiram de Pelotas, no Sul do Estado. A excursão saiu de madrugada com destino à São Paulo.

O assalto aconteceu no quilômetro 40 da BR-116, em Campina Grande do Sul, Região Metropolitana de Curitiba. Dois vigilantes que faziam a escolta do ônibus trocaram tiros com os criminosos e acabaram baleados. Um deles não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo, após atendimento médico.

Os bandidos fugiram do local. A PRF foi acionada e realizou buscas na região, junto com o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) do Paraná. Um dos carros usados pela quadrilha, o Chevrolet Cobalt, foi abandonado na pista.

O assalto

O assalto aos dois ônibus de turismo da empresa MHT Turismo de Pelotas aconteceu na noite dessa quarta-feira (28). Os assaltantes, fortemente armados, estavam em três carros: duas caminhonetes e um veículo Cobalt blindado, e bloquearam a passagem dos veículos.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os dois ônibus saíram de Pelotas/RS com destino à cidade de São Paulo para levar os ocupantes para fazer compras. Dinheiros e pertences dos passageiros foram levados.

Os vigilantes que faziam a escolta do ônibus trocaram tiros com os bandidos e dois deles acabaram baleados, um deles gravemente, que foi encaminhado na ambulância da concessionária Auto Pista Regis Bittencourt para hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. O outro não corre risco de morte.

Leia a nota da empresa

A Mht Turismo por meio deste, comunica que no dia 28 de Agosto de 2019, no estado do Paraná, sofreu um assalto no comboio dos ônibus com destino a São Paulo.

Passado os momentos de pânico, os colaboradores da empresa em viagem e a equipe em Pelotas não mediram esforços para tentar resolver a situação da melhor forma possível e prestar o máximo de apoio aos passageiros presentes no ocorrido.

Por decisão da maioria dos passageiros a viagem não foi cancelada.

Por infelicidade do destino, um vigilante da escolta ficou gravemente ferido e não resistiu, nosso pesar a família, equipe de vigilância e amigos. A polícia investiga o fato.

Aos familiares das vítimas do assalto, amigos e conhecidos da MHT Turismo agradecemos o contato e carinho de todos vocês.

Ficamos à disposição para maiores esclarecimentos.