Últimas Notícias > | > Governo faz novas demissões no Ministério da Educação

Próximos passos

O vereador João Carlos Nedel assumirá a presidência do diretório do PP em Porto Alegre. (Foto: Andielli Silveira/CMPA)

O presidente Jair Bolsonaro anunciou ontem o que soa como música suave nos ouvidos dos empreendedores: o governo estuda reduzir impostos de empresas. Para muitos, será a reconciliação após desentendimentos provocados por mensagens nas redes sociais. Falta calcular os efeitos como abertura de empregos e benefícios aos consumidores.

Troca

O Grupo Hospitalar Conceição fará reunião do conselho para escolha da nova diretoria na quinta-feira. A presidência será assumida por um médico do quadro permanente.

Novo comando

Para suceder Kevin Krieger na presidência do diretório do PP em Porto Alegre, haverá consenso. O escolhido será o vereador João Carlos Nedel, tendo como vice o advogado Ronaldo Napoleão. A posse ocorrerá na primeira semana de maio.

Sem surpresa

A integração e a sintonia do MDB na gestão da Prefeitura de Porto Alegre têm sido tão forte que setores do partido cogitam indicar o vice na chapa de Nelson Marchezan Júnior, se concorrer à reeleição. Emedebistas têm a certeza de que o Executivo conta com maioria para aprovar o aumento do IPTU na Câmara. Com isso, poderá haver dinheiro em 2020 para tornar a cidade um canteiro de obras e celeiro de votos.

Capacidade comprovada

Três meses antes de se esgotar o prazo contratual, a EBR entregou à Petrobras a plataforma marítima P-74. A empresa, localizada em São José do Norte, integra o polo naval de Rio Grande.

Salto interrompido

O sonho de empresários e da população é que o polo naval de Rio Grande volte a receber encomendas para execução. O estaleiro da Ecovix possui o maior dique seco do continente e o terceiro maior do mundo. É da mesma empresa o maior pórtico do país com capacidade de içamento de 2 mil toneladas. Com esse potencial, projetou o renascimento econômico de toda a região, tendo empregado, em 2015, mais de 25 mil trabalhadores. Infelizmente, caiu, como outras, no conto da propina e se deu mal.

Diferente

Os países desenvolvidos tratam a energia nuclear com seriedade. No Brasil, mistura-se à corrupção e ao atraso inexplicável nas obras, como a de Angra 3. Iniciaram-se em 1999 e, até agora, nada.

Há 25 anos

A 31 de março de 1994, Rubens Ricupero assumiu o Ministério da Fazenda, substituindo Fernando Henrique Cardoso. Sua missão era conduzir o Plano Real. Renunciou a 6 de setembro do mesmo ano ao saber do vazamento, via satélite, de uma conversa sua com o jornalista Carlos Monforte, quando se preparava para entrar ao vivo no Jornal da Globo. O episódio ficou conhecido como Escândalo da Parabólica.

Lembrando o que disse

A fala de Ricupero que se tornou pública: “Eu não tenho escrúpulos. Eu acho que é isso mesmo: o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde”.

Terra da impunidade

Moradores próximos de barragens, no interior de Minas Gerais, têm uma tarefa dolorosa a fazer com frequência: a participação em simulados de emergências.

Os irresponsáveis, que provocaram mortes em duas tragédias anteriores, continuam livres, leves e soltos.

Do outro lado da fronteira

A cada ano chegam mais brasileiros para estudar Medicina na Universidade Nacional de La Plata, a cerca de uma hora do centro de Buenos Aires. Este ano, um a cada cinco alunos matriculados é brasileiro. A qualidade acadêmica, a gratuidade do sistema, a desvalorização do peso, que torna a estadia mais barata, e o alto custo das faculdades privadas no Brasil explicam a enorme quantidade de jovens que compartilham as vagas com os estudantes argentinos.

Não pode ser esquecida

A gestão pública tem várias categorias, entre as quais se destaca a dívida consolidada. Acrescente-se a frequente incompetência consolidada.

Deixe seu comentário: