Últimas Notícias > Notícias > Brasil > “O PSL poderia ter acabado se não desse sigla a Bolsonaro”, diz líder do governo

PT com Aras

Augusto Aras foi indicado para o cargo de procurador-geral da República. (Foto: Roberto Jayme/TSE)

Senadores do PT destoam da posição de deputados e radicais da legenda sobre a indicação de Augusto Aras para o comando da Procuradoria-Geral da República. Após visitas do procurador nos últimos dias, parlamentares petistas, liderados pelo senador Humberto Costa (PT-PE), indicaram que vão chancelar a indicação na CCJ e no plenário. Quando o nome de Aras foi confirmado pelo presidente Jair Bolsonaro, deputados do PT chegaram a taxar a escolha de “medievalismo” e o criticaram por não fazer parte da lista tríplice da Associação Nacional de Procuradores da República. Mas o tom mudou após a visita. Aras pode ser confirmado pelo Senado dia 25.

Acorda, povo

Renomados (e caros) criminalistas, próximos a ministros do STF e STJ, garantem a portas fechadas que a Lava-Jato vai morrer, sentenças caem e clientes estarão soltos.

Estopim

Essa informação foi um dos motivos que irritou Carlos Bolsonaro, e o provocou a soltar a frase infeliz sobre o atraso por “vias democráticas” e os “que sempre nos dominaram”.

Banana na feira

Quem entende do setor está de olho nas movimentações da Secretaria de Patrimônio da União. Até 2022, serão vendidos 3.700 imóveis, com vistas a arrecadar R$ 36 bilhões.

Ex-amigo

A ex-presidente Dilma Rousseff chama o ex-ministro Antonio Palocci de “Mentiroso contumaz” sobre as delações. Mas quando ele deixou a Casa Civil de seu governo, ela chorou: “Perdi meu Paloccinho”, revelou a um então senador aliado. Em tempo, quando em Porto Alegre, Dilma reside no bairro da Tristeza. Pertinente ao seu momento.

Fantasma

A Justiça Federal determinou a indisponibilidade de bens do ex-senador José Agripino Maia (DEM-RN). A decisão é da 4ª Vara Federal do Rio Grande do Norte que deferiu pedido da Procuradoria-Geral da República para bloqueio imediato de valores em dinheiro e, se necessário, também de veículos e bens móveis e imóveis dos réus.

Memorial

Respondem à ação também Raimundo Alves Maia Júnior e Victor Neves Wanderley. Entre 2009 e 2016, José Agripino manteve como secretário do gabinete Victor Souza, um gerente de farmácia em Natal. Hoje, Souza é presidente da Câmara de Vereadores de Campo Redondo.

Dinheiro na tribo!

É de arregalar os olhos e soar os apitos, se anunciada nestes tempos. Mas não impossível em alguns anos, com muito debate. Tem gente graúda do governo avaliando capitalizar reservas indígenas como no modelo americano. As grandes empresas (hotelaria e entretenimento, em especial) investem nas terras, e os índios viram sócios.

Convocação

Depois de faltar a convite de duas reuniões da Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle do Senado, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, deverá ser convocado para prestar esclarecimentos sobre o escândalo das candidaturas-laranja do PSL. Nas ruas, a Polícia Federal está a cada dia mais perto da porta de sua casa.

Oi e tchau!

Quase 10 milhões de brasileiros devem usar FGTS para pagar dívidas. É um oi e tchau! na carteira para o dinheiro, mostra pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do SPC Brasil. As principais dívidas são com o cartão de crédito 42%), telefone (20%), luz (18%), água (16%), empréstimos bancários (16%).

Ex-patrão é F!

A via-crúcis do jornalista Henrique Barbosa, do Recife, está a cada dia mais insuportável. Acusa perseguição e o desejo de censura patrocinado pelo seu ex-patrão e dono da Folha de Pernambuco, Eduardo Monteiro. São 11 processos sempre pelo mesmo querelante. Sua defesa cita flagrante desrespeito ao artigo 220 da Constituição, a liberdade de expressão. A Coluna não conseguiu contato com a defesa de Monteiro.

Será que vai?

A ministra Damares Alves, dos Direitos Humanos, prometera pular de pára-quedas, a convite de uma federação de pára-quedistas, pela campanha Setembro Amarelo.

ESPLANADEIRA

# A academia Bodytech Cittá, no Rio, sedia palestra “Mente Sã Corpo São” na campanha Setembro Amarelo, sobre depressão e suicídio.

# O IV Fórum Nacional do Comércio acontece terça e quarta no Hotel Royal Tulip Alvorada, em Brasília.