Últimas Notícias > Capa – Destaques > Com dois gols anulados, Inter vence Chapecoense por 1 a 0 no Beira-Rio

Saiba detalhes do filme de Suzane Von Richthofen, interpretada por Carla Diaz

(Foto: Reprodução)

O crime que chocou a todos em 2002 será contado nas telinhas do cinema. Naquele ano, a jovem Suzane Von Richthofen planejou e executou os pais junto com o namorado e o cunhado. O engenheiro Manfred e sua mulher, a psiquiatra Marísia Von Richthofen, foram assassinados a pauladas enquanto dormiam, dentro da mansão deles, no bairro do Brooklin, em São Paulo.

O desafio de interpretar a menina que matou os pais foi dado a atriz Carla Diaz. “É uma história que marcou muito. E o Brasil, claro, ficou chocado com o que aconteceu. Mas esse não é o primeiro crime de grande repercussão que é contado pela dramaturgia. Se alguém não concorda que o episódio vire filme, é uma opinião, e temos que respeitar” disse Carla, referindo-se às manifestações negativas sobre a adaptação desse crime real para os cinemas.

(Foto: DIvulgação)
Boatos de que a atriz iria se encontrar com Suzane se espalharam na internet. Carla nega: “isso não vai acontecer. Eu estou me preparando muito, e a ansiedade é grande com essa nova jornada que começa. Mas essa história de que vou ter que encontrar com ela, que está lá cumprindo pena, não tem nada a ver. Meu trabalho está só no começo”.
Além de Carla, o longa traz os atores Leonardo Bitencourt como Daniel Cravinhos (namorado de Suzane na época e um dos assassinos) e Allan Souza como Cristian (cunhado que também participou do crime). A direção é de Mauricio Eça. O roteiro foi supervisionado pelo escritor de literatura policial Raphael Montes e pela criminóloga Ilana Casoy, autora dos livros “O quinto mandamento’’ (Arx, 2006), que reconstitui o assassinato, e “Casos de família’’ (Darkside, 2016), sobre a morte dos Richthofen e de Isabella Nardoni.
O filme ainda não tem data de estreia.

Deixe seu comentário: