Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Rain

Bem-Estar Saiba o que fazer diante de suspeita de infarto

Dor no peito é um dos sintomas. (Foto: Reprodução)

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. O enfarte é um dos dos responsáveis por colocar as cardiopatias no topo do ranking dos óbitos por ser uma situação na qual é necessária ação rápida de pessoas que estão próximas. Saber o que fazer em uma ocasião como esta pode salvar a vida de alguém. As informações são do jornal Extra.

A primeira atitude após reconhecer os sintomas de um enfarte é acomodar a pessoa em um local confortável e ligar para o Samu (192) ou levar o paciente para uma emergência por meios próprios.

” Quanto mais cedo o atendimento médico é realizado, maior é a chance de salvar a vida daquela pessoa. Metade dos pacientes morre antes de chegar ao hospital — alerta Claudio Tinoco, diretor científico da Socerj (Sociedade de Cardiologia do Rio de Janeiro).”

Deve-se evitar dar qualquer tipo de bebida ou comida para a pessoa e oferecer remédios “para o coração” que não tenham sido prescritos por um médico para aquele paciente.

— Se alguém tiver um comprimido de aspirina, recomendamos dar à pessoa, que deve mastigá-lo antes de engolir para acelerar o efeito. Este remédio facilita o fluxo sanguíneo e pode ajudar na desobstrução da artéria — orienta Antonio Carlos Till, diretor-médico do Vita Check Up.

A aspirina só não deve ser dada a pessoas que tenham alergia ao medicamento ou apresentem hemorragias com facilidade.

O enfarte é caracterizado pela interrupção do fluxo sanguíneo em uma das artérias que irriga o coração. Placas de gordura que se prendem nas paredes dos vasos sanguíneos formam um coágulo que impede a passagem do sangue. Como consequência, o coração deixa de receber oxigênio e para de funcionar adequadamente, podendo causar a morte do paciente.Conheça os sintomas.

Dor no peito

A pessoa pode sentir dores ou uma sensação de aperto na região do peito: pode ser perto do coração, ombros, braços, pescoço e até mandíbula. A dor surge do nada e não passa com o tempo.

Alterações na respiração

O aperto no peito pode interferir nos pulmões, dando a sensação de dificuldade de respirar e de presença de secreções.

Náusea, azia ou dor na barriga

Estes sintomas, algumas vezes, são os únicos que surgem durante um enfarte e por serem mais comuns, muitas vezes são confundidos com desconfortos intestinais e não recebem a devida atenção.

Sudorese

Com a obstrução da coronária, o paciente pode começar a suar frio. A reação ocorre por causa da dor no peito.

Fraqueza

Há o risco de a pessoa que está enfartando apresentar fraqueza e desfalecer. Lembre-se que é importante levar o paciente o quanto antes para um serviço de emergência.

tags: enfarte

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário
Pode te interessar