Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Polícia localiza dois depósitos e apreende drogas na Região Metropolitana

Tite quebra a cabeça para montar o ataque da Seleção Brasileira sem Gabriel Jesus e com dúvida por Neymar

Normalmente, Tite convoca seis jogadores para o ataque brasileiro. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Tite tem pouco tempo para resolver um quebra-cabeça complicado e convocar o ataque da Seleção Brasileira para os amistosos de setembro nos Estados Unidos. O técnico não poderá contar com dois – talvez três –  jogadores que em situações normais seriam convocados e pode ter só dois atacantes remanescentes da Copa América para os duelos contra Colômbia e Peru: Roberto Firmino e Richarlison.

Gabriel Jesus, do Manchester City, está suspenso por dois meses por uma confusão causada justamente na final da Copa América, contra o Peru. Everton Cebolinha, outro destaque no título do Brasil em julho, não será chamado porque está com o Grêmio na semifinal da Copa do Brasil, e Tite resolveu não atrapalhar os clubes envolvidos na disputa.

Neymar é dúvida

Outro nome possível seria Neymar, mas a comissão técnica mostra preocupação com a pré-temporada sem jogos e cheia de polêmicas do astro do Paris Saint-Germain. Seria o retorno do atacante à Seleção após a lesão que o tirou da Copa América. Na ocasião, ele foi substituído por Willian, do Chelsea, que não deve seguir como figura constante no ciclo da Copa do Mundo de 2022. Mas o impasse segue.

Normalmente, Tite leva seis jogadores para o ataque – quatro pontas e dois centroavantes. Com Firmino e Richarlison, ele pode ocupar os dois postos de “camisa 9” e chamar quatro pontas ou usar Richarlison aberto e levar uma referência para ser reserva de Firmino.

Uma das vagas de ponta pode ficar com David Neres, o que aumentaria a quantidade de campeões da Copa América na convocação. O jogador do Ajax esteve um pouco aquém do esperado no torneio e poderia dar lugar a outras apostas em um primeiro momento, mas a quantidade de desfalques tende ajudá-lo a seguir na Seleção.

Nos amistosos de março deste ano, contra Panamá e República Tcheca, Tite chegou a convocar Vinícius Júnior, mas o garoto se lesionou e não teve mais chances. Desde então, não retomou a melhor fase no Real Madrid e, por isso, se distanciou um pouco da concorrência na Seleção.

Com a temporada europeia ainda começando, Tite passou a observar o futebol brasileiro com mais carinho e tem dois nomes em vista no Flamengo. Bruno Henrique agrada pela facilidade que tem para trocar de posição no ataque, enquanto Everton Ribeiro, já mais experiente, pode ser ponta pela direita ou até meia central.

Deixe seu comentário: