Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Polícia encontra 39 corpos dentro de caminhão no Reino Unido

Uma turista tentou transportar em um avião uma bomba da Segunda Guerra Mundial

O projétil que a turista encontrou, limpou e queria levar consigo no avião. (Foto: Reprodução)

Uma turista americana queria levar consigo, no avião de volta para os Estados Unidos, uma granada de artilharia da Segunda Guerra Mundial que ela encontrou durante uma visita à Áustria, afirmou a polícia austríaca na terça-feira.

A mulher de 24 anos encontrou o explosivo quando caminhava nas proximidades da montanha Dachstein, no domingo passado. Ela recolheu o objeto e, mais tarde, colocou-o dentro da sua bagagem, para levar de recordação, relatou a polícia.

Quando chegou ao aeroporto de Viena, na segunda-feira, a turista declarou à alfândega que estava levando consigo uma granada da Segunda Guerra Mundial. As autoridades alfandegárias imediatamente avisaram a polícia.

Uma equipe de especialistas foi chamada para retirar o explosivo da bagagem da turista, que foi multada pelas autoridades austríacas em 4.000 euros (R$ 18 mil) por colocar em risco a segurança pública. O incidente não causou atrasos em voos, afirmou a polícia.

Algumas partes do aeroporto foram isoladas por cerca de 15 minutos. Segundo o tabloide Krone, a mulher teria limpado a bomba no quarto do seu hotel, antes de colocá-la na mala, para que não sujasse a roupa.

Bombas da Segunda Guerra Mundial são encontradas com regularidade na Áustria e também na Alemanha, geralmente durante obras da construção civil. Equipes de especialistas são acionadas para desativá-las, o que costuma levar ao isolamento de diversas quadras ou até mesmo bairros inteiros.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Berlim foi alvo de cerca de 380 bombardeios até 1945. Aviões ingleses, americanos e russos despejaram mais de 45 mil toneladas de explosivos na cidade. As autoridades locais calculam que em torno de 3 mil bombas, granadas e restos de munição ainda estejam enterradas na cidade.

A maior operação de para o desarmamento de uma bomba da Segunda Guerra na Alemanha ocorreu em Frankfurt, em setembro do ano passado, quando 60 mil pessoas – cerca de 8% da população da cidade – tiveram de ser evacuadas. 

Em maio de 2017, 50 mil pessoas foram obrigadas a deixar suas casas em Hannover para que os especialistas desativassem ao menos cinco bombas encontradas numa obra. Na cidade de Dusseldorf, também em maio do ano passado, a descoberta de uma bomba de cinco toneladas levou à retirada de 8 mil moradores.

Na capital alemã, as últimas descobertas de bombas da Segunda Guerra ocorreram em novembro de 2016 – quando a operação de desarmamento de um artefato de 250 kg forçou a evacuação de 500 pessoas no bairro de Zehlendorf – e em outubro de 2015, levando à retirada de 11 mil pessoas no bairro de Kreuzberg.