Domingo, 28 de novembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Armando Burd A fila é grande

Compartilhe esta notícia:

A partir de hoje, começam as reuniões para composição do secretariado de Porto Alegre. A primeira vaga garantida é de Jorge Gobbi na Secretaria da Administração. Mostrou fidelidade a Nelson Marchezan ao aceitar a presidência do diretório municipal do PSDB, em agosto do ano passado, quando muitos deixaram a sigla por conta de conflitos.

TUDO À DISPOSIÇÃO
Kevin Krieger, o grande articulador do PP, poderá escolher o cargo que quiser. Uma possibilidade é assumir a Secretaria do Desenvolvimento, que reunirá vários órgãos da Prefeitura que hoje atuam separadamente.

NA LINHA DE TIRO
Sebastião Melo enfrentou obstáculos: 1º) as dificuldades para conclusão de obras que se arrastam; 2º) os desempenhos criticados por Marchezan das Secretarias da Educação e da Saúde. Poderiam ser melhor respondidos, se os titulares viessem para a linha de frente; 3º) a avaliação negativa do governo Sartori, sobretudo em função da segurança pública e da situação financeira.

CORRENDO NA FRENTE
O PSDB foi o que mais reforçou sua posição eleitoral com as vitórias em Porto Alegre, Santa Maria e Pelotas. O sucesso na Capital e aliança com o PP projetam o cenário para 2018. Os tucanos deixarão de lançar candidato ao Senado para apoiar a reeleição de Ana Amélia Lemos. Quanto ao governo do Estado, provavelmente Eduardo Leite, que concluirá o mandato de prefeito de Pelotas, seja o escolhido.

GANGORRA
Ao apoiar Luis Carlos Busatto, o PSDB foi decisivo na vitória do candidato trabalhista em Canoas. No 1º turno, os tucanos concorreram com Felipe Martini, que obteve 14,3 por cento.

SEM ALTERNATIVA
Com a eleição de Jorge Pozzobom em Santa Maria, Lucas Redecker deixará a Secretaria de Minas e Energia, retornando à Assembleia Legislativa. Se isso não ocorrer, os tucanos perderão uma vaga. Sanchotene Felice, que é o 1º suplente, elegeu-se pelo PSDB em 2014 e passou para a Rede.

DE FORA
Como sempre, as lideranças nacionais do PSDB se dividiram: 1) o senador Aécio Neves obteve sua maior vitória no 2º turno, apoiando Marchezan. Em Belo Horizonte, naufragou com João Leite; 2) o governador Geraldo Alckmin jogou todas as fichas em Pozzobom, tendo inclusive ido a Santa Maria durante a campanha.

VIRADA
Em Caxias do Sul, Edson Nespolo, do PDT, venceu o 1º turno com 43,5 por cento dos votos. Daniel Guerra, do PRB, ficou em segundo lugar com 29,1. Ontem, o PT influenciou no resultado. Os 25,2 por cento de Pepe Vargas passaram para Guerra.
Em comparação com o 1º turno, Nespolo teve ontem 14 mil e 48 votos a menos.

RÁPIDAS
* Com os resultados de ontem, PMDB e o PT saem enfraquecidos.
* Pela ligação com o governador Sartori, Edson Nespolo, derrotado Caxias do Sul, deverá integrar o secretariado estadual em janeiro.
* Daniel Guerra, futuro prefeito de Caxias do Sul, elegeu apenas dois vereadores do total de 23.
* Marchezan usará microscópio para escolher o novo presidente da EPTC.
* As estrelas de ontem foram votos brancos, nulos e abstenções. Retrataram o desânimo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Armando Burd

Onde estão os números?
Resultados da eleição em Porto Alegre: Marchezan prefeito; Yeda Crusius deputada federal
Deixe seu comentário
Pode te interessar