Sábado, 04 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Saúde Atestado médico já pode ser enviado ao INSS pela internet

Compartilhe esta notícia:

Está autorizada também a antecipação R$ 1.045 do auxílio-doença.

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Vagas serão destinadas a aposentados e militares. Edital do chamamento público deve ser publicado em até seis meses. (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) já começou a receber atestado médico pela internet, sem necessidade de perícia. O atestado pode ser enviado pelo site ou aplicativo Meu INSS.

A Portaria Conjunta 9.381, que permite o início do procedimento, foi publicada na última terça-feira (7) no Diário Oficial da União. Entre outras medidas, a portaria permite também a antecipação no valor de R$ 1.045 para segurados que solicitarem o auxílio-doença. A concessão se dará sem a realização de perícia médica, enquanto perdurar o regime de plantão reduzido de atendimento nas agências da Previdência Social.

Para quem já usa o aplicativo é preciso baixar a atualização. Caso não tenha o aplicativo, basta baixar. O aplicativo está disponível para Android e iOS.

O INSS criou um passo a passo para entender como enviar o atestado.

A antecipação de R$ 1.045 será devida a partir da data de início do benefício e terá duração máxima de três meses.

Para requerer o auxílio-doença, o atestado deverá estar legível e sem rasuras; conter a assinatura do profissional emitente e carimbo de identificação, com registro do conselho de classe; conter as informações sobre a doença ou CID (Classificação Internacional de Doenças); e conter o prazo estimado de repouso necessário.

O beneficiário poderá requerer a prorrogação da antecipação do auxílio-doença, com base no prazo de afastamento da atividade informado no atestado médico anterior ou mediante apresentação de novo atestado médico.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Especialista diz que “não é hora de recuar” na luta contra a covid-19
Saúde já distribuiu quase 1 milhão de testes para coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar