Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
31°
Fair

Rio Grande do Sul Brigada Militar comemora números da Operação Sossego, no Litoral

Policiais atuam no Litoral desde o dia 31 de dezembro.

Foto: Divulgação/2ºBPAT
Policiais atuam no Litoral desde o dia 31 de dezembro. (Foto: Divulgação/2ºBPAT)

Desde o dia 31 de dezembro de 2019 até o dia 25 de janeiro deste ano, somente no Litoral, foram abordadas e identificadas mais de 20 mil pessoas, presas 344 e recapturados 29 foragidos, que foram tirados de circulação pelos PMs. Foram apreendidas 12 armas de fogo, meio quilo de crack e 3,1kg de maconha.

Durante as 746 barreiras policiais realizadas, mais de 11 mil veículos foram fiscalizados, sendo 673 autuados. A Brigada Militar também recuperou 27 veículos em situação de furto e roubo.

Na última sexta-feira (24), o Ministério Público estadual publicou uma nota técnica a respeito dos equipamentos sonoros. No documento, discorre-se a respeito da contravenção de perturbação do sossego e também sobre o crime de poluição sonora, e sobre como o MPRS entende a legislação federal e estadual, além de orientar autoridades policiais e do MP sobre as medidas em cada um dos casos, como o recolhimento dos equipamentos, por exemplo.

O tenente-coronel Claudiomir Souza de Oliveira, comandante do 2º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas, sediado em Capão da Canoa e uma das unidades envolvidas nas ações, destacou que “além da questão do sossego, a Operação também acaba trazendo outros resultados positivos, como a tirada de circulação de diversos criminosos, armas e drogas”, completou o oficial. De acordo com o tenente-coronel, os policiais militares recolheram 30 caixas portáteis e constataram 40 veículos com equipamentos de som e caixas, que estavam sendo utilizados indevidamente.

Operação Sossego

Buscando atender uma demanda recorrente no litoral gaúcho, a Brigada Militar vem desenvolvendo a Operação Sossego, iniciativa que busca minimizar o uso de equipamentos de som veiculares e portáteis que estejam causando perturbação a terceiros.

As ações consistem na abordagem e identificação de pessoas, além de barreiras policiais e verificação de veículos e condutores, especialmente em locais onde existe grande concentração de público. Os policiais militares atuam preferencialmente à noite, quando a demanda é maior, mas também tem constatado casos durante o dia, após acionamento pela população.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Cade aprova compra da Embraer pela Boeing
Chuva faz mais de 10 mil pessoas deixarem suas casas no Espírito Santo
Deixe seu comentário
Pode te interessar