Terça-feira, 22 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Últimas Cada 450 ml de sangue doado por um cão pode salvar a vida de outros três cães

Compartilhe esta notícia:

A exemplo dos humanos, bancos de sangue pet também enfrentam escassez de doadores.

Foto: Reprodução
A exemplo dos humanos, bancos de sangue pet também enfrentam escassez de doadores. (Foto: Reprodução)

 Cada 450 ml de sangue doado por um cão pode salvar a vida de outros três cães. Apesar de desconhecida por boa parte da população, a doação de sangue entre animais de estimação é um procedimento bastante comum nos hospitais e clínicas veterinárias. Entretanto, a exemplo do que acontece com os seres humanos, o universo pet também enfrenta escassez de bolsas de sangue. O número de doadores ainda está muito abaixo do necessário para suprir a demanda, sobretudo agora no inverno e em tempos de pandemia.

“Diariamente, cães e gatos necessitam de transfusão sanguínea, e há dificuldade de se manter estoques para as situações de emergência. Muitos tutores descobrem sobre a transfusão sanguínea apenas quando seus pets necessitam, de forma que a divulgação de informações sobre banco de sangue para animais visa captar tutores de cães e gatos doadores de sangue,” comenta a médica veterinária Camila Serina Lasta, responsável pelo banco de sangue do Vetex, laboratório veterinário que inaugura em junho sua primeira unidade em Porto Alegre.

A veterinária explica que a transfusão sanguínea de um animal para outro é necessária nas seguintes situações: acidentes, intoxicações, além de diversas doenças que causam anemia, câncer e doenças transmitidas por carrapatos, por exemplo. O processo de doação é rápido, seguro e leva cerca de 15 minutos. Em média, os cães doam 450 ml de sangue. Já nos gatos, a quantidade varia de 40 ml a 60 ml. “As necessidades de doação e transfusão de sangue em animais são paralelas às necessidades dos seres humanos. Doar sangue é um ato de amor. É preciso se conscientizar e não ter qualquer receio em fazer a doação, já que ela salva vidas e os animais doadores não sofrem ou são prejudicados”, afirma Camila.

Existem alguns pré-requisitos a serem respeitados na doação de sangue entre animais. No caso dos cães, eles devem pesar mais do que 25 quilos para serem candidatos a doadores. Já os gatos devem ter peso superior a quatro quilos e meio. Os animais precisam ter entre um e oito anos de idade, além de estarem com a saúde em dia. Para garantir uma doação segura, os candidatos passam por uma avaliação clínica e laboratorial prévia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Últimas

Saiba por que vacinados devem manter o uso de máscara contra a covid-19
Rio Grande do Sul tem 5.867 novos casos confirmados e mais 133 mortes por Covid
Deixe seu comentário
Pode te interessar