Domingo, 19 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Thunder in the Vicinity

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Últimas Cantor Belo é preso por show em escola durante a pandemia

Compartilhe esta notícia:

Belo foi preso nesta quarta-feira.

Foto: Reprodução/Instagram
Belo foi preso nesta quarta-feira. (Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor Belo foi preso nesta quarta-feira (17) pela Delegacia de Combate às Drogas do Rio de Janeiro. Ele é investigado por fazer um show no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio, mesmo com as proibições devido à pandemia. A prisão aconteceu em Angra dos Reis. Em uma produtora foram apreendidos equipamentos e veículos.

O evento ocorreu na Escola Municipal do Parque União, no dia 13 de fevereiro, sem a autorização da Secretaria Municipal de Saúde. Também é investigada a invasão da escola.

Foi aberto um inquérito que resultou nesta quarta, no cumprimento de quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão. Uma das buscas foi na produtora do evento.

O show foi filmado pelo próprio público e divulgado em diversas redes sociais, onde é possível ver centenas de pessoas aglomeradas no local.

Rio tem cinco casos de variantes do coronavírus

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro informou nesta quarta-feira (17) que foram identificados cinco casos de variantes do novo coronavírus no estado, sendo quatro da variante P.1 da SARS-CoV-2, identificada inicialmente em Manaus, e um da variante britânica.

Segundo o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, Mario Sérgio Ribeiro, um dos três casos registrados na capital fluminense é de um dos pacientes vindos de Manaus que está internado no Rio. Outros dois casos foram identificados, um em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, e um em Petrópolis, na região serrana. “Não é possível dizer, neste momento, se são casos importados ou autóctones [transmissão local]”.

O secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves, descartou a adoção no momento de um lockdown (bloqueio) das atividades como medida para conter a transmissão dessas novas variantes. De acordo com Chaves, será feito o acompanhamento diário dos casos com a vigilância epidemiológica.

Chaves e o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, disseram que não haverá antecipação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 para os que já receberam a primeira dose, pois estão seguindo o Plano Nacional de Imunização.

A campanha para aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 na capital fluminense foi suspensa nesta quarta-feira por causa da falta de imunizantes na cidade. Ainda não há uma data prevista para chegada de imunizantes para aplicação da primeira dose.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Últimas

Cobrança de ITBI só é possível após transferência efetiva do imóvel, diz Supremo
“Graças a Deus não entrei neste”, desabafa Gabi Martins sobre atual BBB
Deixe seu comentário
Pode te interessar