Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Mundo Cinzas de mexicanos mortos pelo coronavírus nos Estados Unidos são repatriadas

Compartilhe esta notícia:

Segundo governo mexicano, mais de 1,5 mil cidadãos do país morreram pela doença em solo americano

Foto: Reprodução
Segundo governo mexicano, mais de 1,5 mil cidadãos do país morreram pela doença em solo americano. (Foto: Reprodução)

Um total de 245 urnas com as cinzas de mexicanos mortos nos Estados Unidos pela Covid-19 foram repatriadas neste sábado (11), informou o Ministério das Relações Exteriores do México.

O Ministério da Defesa Nacional “fez essa transferência sem precedentes na história consular do México”, afirmou o Ministério das Relações Exteriores em comunicado. As urnas chegaram ao aeroporto da Cidade do México, onde funcionários do governo regional e do Ministério das Relações Exteriores montaram uma guarda de honra.

A rede consular mexicana nos Estados Unidos “continuará apoiando as famílias que necessitam, implementando esquemas de repatriamento de cinzas”, acrescentou o comunicado.

Antes da partida do material de Nova York, foi realizado um funeral na Catedral de St. Patrick, liderado pelo arcebispo da cidade, Timothy Cardinal Dolan, com a presença de parentes das vítimas.

Em 29 de junho, o Ministério das Relações Exteriores do México informou que até aquele momento 1.513 cidadãos mexicanos haviam morrido por causa do coronavírus nos Estados Unidos, quase metade deles em Nova York e arredores.

Pouco mais de 12 milhões de pessoas nascidas no México e cerca de 26 milhões de segunda ou terceira geração vivem nos Estados Unidos, ou seja, com um ou ambos os pais nascidos no México. No México, com 127 milhões de habitantes, até este sábado, 295.268 pessoas foram infectadas pelo vírus e 34.730 morreram.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Os Estados Unidos registram novo recorde diário com 66.528 casos de coronavírus
Itália tem primeiro aumento semanal em novos casos de coronavírus desde março
Deixe seu comentário
Pode te interessar