Segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Política CPI da Covid aprova convocação de ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro

Compartilhe esta notícia:

CPI diz ter indícios de que Ana Cristina mantinha relação de proximidade com suposto lobista

Foto: Reprodução/Redes Sociais
CPI diz ter indícios de que Ana Cristina mantinha relação de proximidade com suposto lobista. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

A CPI da Covid aprovou, nesta quarta-feira (15), a convocação de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O requerimento, de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), foi aprovado durante depoimento do advogado, empresário e suposto lobista Marconny Albernaz Ribeiro de Faria, amigo de Ana Cristina e de Jair Renan Bolsonaro, filho do presidente.

A CPI diz ter indícios de que Ana Cristina mantinha relação de proximidade com o suposto lobista e que, a pedido dele, atuou para fazer indicações para cargos no governo federal. “Como se sabe, o senhor Marconny Faria atuou como lobista da empresa Precisa Medicamentos, investigada pela CPI da Pandemia em razão de irregularidades na negociação de compra da vacina Covaxin, de modo que a sua relação próxima com a ex-esposa do senhor Jair Bolsonaro deve ser amplamente esclarecida, com vistas a examinar potencial atuação ilícita de ambos no contexto da pandemia”, afirmou Vieira.

Nesta quarta, Marconny disse manter uma relação de amizade com Jair Renan Bolsonaro e revelou que conheceu Ana Cristina por meio do filho. Ele negou ter negócios com a família.

O empresário, no entanto, recorreu ao direito de permanecer em silêncio quando questionado se Ana Cristina atuou, em nome dele, na indicação de cargos no governo federal. De acordo com senadores, mensagens obtidas pela CPI mostram conversas de Marconny buscando a advogada do presidente Jair Bolsonaro, Karina Kufa, e o ministro Jorge Oliveira, do Tribunal de Contas da União, para tentar emplacar os indicados.

“Ele tem que usar o direito constitucional de ficar calado porque, de fato, a senhora Ana Cristina Bolsonaro participa, encaminha currículos de pessoas indicadas pelo senhor Marconny para ocupar cargos no governo federal. Essas pessoas depois têm tratativas com o senhor Marconny”, afirmou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Programa Nota Fiscal Gaúcha tem 77 prêmios, referentes ao sorteio de junho, para serem resgatados até o fim de setembro
Porto Alegre integra pesquisa do Ministério da Saúde sobre a prevalência do coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar